Recopa de 2020, no Qatar, pode ter Flamengo x Fluminense

BLOG DO MARCEL RIZZO: A Conmebol (Confederação Sul-Americana de Futebol) não desistiu de realizar a Recopa, o confronto anual entre os campeões da Libertadores e da Sul-Americana, em jogo único já em 2020. Hoje o formato prevê duas partidas, uma na casa de cada participante, mas a confederação sul-americana quer rentabilizar a competição e caso o modelo de confronto isolado saia do papel o mais provável é que seja realizado fora da América do Sul. Doha, no Qatar, é hoje a mais forte candidata.

Os qatarianos estão entre os principais parceiros comerciais da Conmebol, com a companhia aérea Qatar Airways patrocinando as competições da entidade. Doha foi cogitada, inclusive, para receber a final da Libertadores entre River Plate x Boca Juniors, em dezembro de 2018, quando Buenos Aires foi descartada por segurança. O jogo acabou realizado em Madri. Além de Doha, a Conmebol vê com carinho Miami, mercado de torcedores latinos que interessa à entidade — a Rússia se candidatou pelo jogo no começo do ano, mas os cartolas sul-americanos não se empolgaram.

Foto: Alexandre Vidal
Sete brasileiros podem estar na Recopa-2020: Palmeiras x Grêmio e Inter x Flamengo disputam vagas na semifinal da Libertadores, confrontos que serão definidos esta semana. Os vencedores se enfrentam, ou seja, já há um brasileiro garantido na final única da Libertadores dia 23 de novembro, em Santiago (Chile). Na Sul-Americana, Fluminense e Corinthians decidem na quinta uma vaga na semifinal, enquanto o Atlético-MG está perto de eliminar o La Equidad, da Colômbia. Há possibilidade, portanto, de um Fla x Flu ou um Palmeiras x Corinthians na próxima Recopa.

Em julho a Conmebol divulgou o calendário de suas competições para 2020, mas as datas da Recopa ficaram em aberto. A entidade cogitou transformar a Recopa em jogo único já para 2019, mas não houve acerto comercial com cidades interessadas. River Plate (campeão da Libertadores-2018) e Athletico-PR (vencedor da Sul-Americana-2018) jogaram, portanto, uma vez em Curitiba e outra em Buenos Aires e os argentinos levaram a melhor ficando com o taça.

A Recopa é a solução da Conmebol para rentabilizar com uma competição fora da América do Sul. Houve um flerte para a final única da Libertadores ser realizada em outro continente, Miami era favorita, mas presidentes de confederações foram contra, pelo menos nessas primeiras edições. A primeira ocorre em Santiago e o Brasil, com Brasília, Rio e São Paulo, quer receber em 2020, jogo que já tem data para ocorrer em 21 de novembro.

Em julho a Conmebol divulgou o calendário de suas competições para 2020, mas as datas da Recopa ficaram em aberto.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget