Romário no Fla foi maior contratação da história do futebol brasileiro

GLOBO ESPORTE: Daniel Alves no São Paulo, Filipe Luís e Rafinha no Flamengo, mercado em ebulição e nomes de peso entrando no radar dos clubes do Brasil. O cenário em 2019 abriu a discussão na redação do GloboEsporte.com: qual a maior contratação da história do futebol brasileiro?

Para responder a pergunta, a reportagem ouviu 100 pessoas, entre jornalistas e ex-jogadores. A missão era simples, mas com milhares de alternativas: montar o top-3 com as principais transferências realizadas pelos times do país. A liderança foi esmagadora, mas a disputa acabou acirrada nas demais posições.

Os critérios e o resultado você confere abaixo:


Romário sobrou. A ida do Baixinho para o Flamengo, em 1995, no auge da carreira, apareceu em 92 das 100 listas - foi colocada como a maior contratação por 77 dos votantes.

A chegada de Ronaldo ao Corinthians para a temporada de 2008 apareceu na segunda posição. Foram 53 menções para o Fenômeno, que somou 141 pontos de acordo com os critérios de pontuação.

Ronaldinho Gaúcho fechou o pódio. A grande festa de recepção da torcida do Flamengo na Gávea, em 2011, foi lembrada por 34 pessoas. O ex-jogador terminou a votação com 72 pontos.


Nome mais badalado da atual temporada, Daniel Alves desbancou nomes de peso para garantir a 4ª posição no ranking. Quatro jornalistas, inclusive, colocaram a chegada do jogador como a maior da história do futebol brasileiro.

Tévez e Seedorf travaram uma briga quase particular. Por um ponto de diferença (49 a 48), a ida do argentino do Boca Juniors para o Corinthians, em 2005, desbancou a chegada do meio holandês ao Botafogo, em 2012.

Além dos 12 nomes acima, ainda foram citados Robinho (4 pontos), Adriano, Deco, Edmundo e Renato Gaúcho (3 pontos); Alexandre Pato, Forlán, Fred e Roberto Carlos (1 ponto).

PARTICIPARAM DA VOTAÇÃO:
Alexandre Bezerra, Alexandre Lozetti, Alinne Fanelli, Amanda Kestelman, Ana Thaís Matos, André Amaral, André Rizek, Barbara Albuquerque, Bárbara Coelho, Bernardo Pombo, Bob Faria, Bruno Cassucci, Bruno Côrtes, Bruno Giufrida, Bruno Ribeiro, Cahê Mota, Caíque Stiva, Carlos Augusto Ferrari, Cassius Leitão, Cauê Rademaker, Chico Trigo, Daniel Lessa, Daniel Mundim, Daniel Pereira, Diego Guichard, Diego Ribeiro, Diogo Finelli, Eduardo Deconto, Eduardo Moura, Eduardo Orgler, Emílio Botta, Eric Faria, Everaldo Marques, Fabrício Marques, Felipe Siqueira, Felipe Zito, Felippe Costa, Fernando Vidotto, Gabriela Moreira, Gabriel Carneiro, Gabriel dos Santos, Gabriel Duarte, Gabriela Brino, Guido Nunes, Guilherme Gonçalves, Guilherme Frossard, Guilherme Oliveira, Gustavo Rotstein, Gustavo Poli, Gustavo Werthein, Hector Werlang, Henrique Fernandes, Igor Rodrigues, Isabela Pina, Ivan Raupp, Izadora Peres, Janir Júior, João Gabriel Guerra, João Paulo de Castro, Jorge Sauma, Juliano Costa, Leandro Canônico, Leonardo Bertozzi, Liana Coelho, Lucas Gutiérrez, Lucas Loos, Luciano Mello, Lucas Musetii, Luiz Victor Lopes, Marcelo Braga, Marcelo Jordy, Márcio Iannacca, Mauricio Paulucci, Mauro Cezar Pereira, Octavio Azeredo, Paula Carvalho, Priscila Carvalho, Rafael Araújo, Raphael Rezende, Raphael Zarko, Ricardo Bereicoa, Richard Pinheiro, Richard Souza, Rodrigo Araújo, Rodrigo Cerqueira, Rodrigo Alves, Roger Flores, Madson Delano, Rodrigo Lois, Tossiro Neto, Thaís Jorge, Thales Soares, Thiago Benevenutte, Thiago Dias, Thiago Lima, Vicente Seda, Victor Canedo, Victor Melo, Vitor Sergio Rodrigues e Yan Resende.

A ida do Baixinho para o Flamengo, em 1995, no auge da carreira, apareceu em 92 das 100 listas - foi colocada como a maior contratação.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget