Vitoriosos em Portugal, Felipão e Jesus duelam pela primeira vez

GLOBO ESPORTE: O confronto entre Flamengo e Palmeiras, neste domingo, às 16h, no Maracanã, pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, vai colocar pela primeira vez frente a frente os dois experientes treinadores Jorge Jesus e Luiz Felipe Scolari.

Multicampeão no Brasil, Felipão luta para retomar a liderança e, em dezembro, levantar sua terceira taça da competição. Jesus busca o título já em sua primeira disputa. O que os une é o sucesso que construíram em Portugal.

Com o status de campeão do mundo após a conquista da Copa de 2002 com a seleção brasileira, Scolari dirigiu Portugal de 2003 a 2008 e fez um trabalho elogiado. Chegou ao vice-campeonato da Europa de 2004 e a um quarto lugar na Copa do Mundo de 2006.

Foto: Divulgação
Mais do que os resultados, Felipão conseguiu criar um laço forte da equipe com a população.

– Felipão deixou uma marca em Portugal. É meu amigo, estivemos várias vezes juntos lá. Ele fez uma caminhada por todo povo português, todos gostam dele lá. Vou ter muito gosto de enfrentá-lo. Nunca pensei em vir ao Brasil e jogar contra ele. Mas a vida é muito complexa, feita de surpresas, e essa é uma surpresa positiva. Tenho muito respeito por ele por tudo que fez no futebol brasileiro e português – disse Jorge Jesus.

Atualmente com 65 anos, Jorge Jesus é cinco anos mais jovem do que Scolari, e no período em que o brasileiro comandava a seleção portuguesa, Jesus ainda trilhava seu caminho até chegar aos maiores clubes. Durante a Era Felipão, ele comandou o Vitória de Guimarães, Moreirense, União de Leiria e Belenenses.

Jorge Jesus começou a mudar de patamar a partir o trabalho com o Braga, em 2009. Naquela temporada, o Benfica demitiu Quique Flores e tinha como principais candidatos ao cargo Jesus e Scolari, após a passagem curta pelo Chelsea.

O português foi quem virou o técnico dos encarnados e ficou até o fim da temporada 2015 – conquistou nove títulos: três portugueses, uma Taça de Portugal e uma Taça da Liga de Portugal.

Em 2018, depois de um período no Sporting, Jesus partiu para a sua única experiência internacional antes do Flamengo e foi comandar o Al Hilal, da Arábia Saudita. A equipe portuguesa tentou a contratação de Felipão para substituir Jorge Jesus, mas o brasileiro recusou o convite. Um mês depois, ele assumiu o Palmeiras para sua terceira passagem pelo Verdão.

Estilos diferentes, personalidades parecidas

As equipes de Flamengo e Palmeiras são os reflexos dos treinadores em campo. O Flamengo de Jesus gosta da posse da bola, da troca de passes, de propor o jogo. O time tem o ataque mais positivo do Brasileiro com 35 gols em 16 jogos.

O Palmeiras de Felipão tem como sua marca a solidez defensiva e a velocidade para contra-atacar. A receita que teve sucesso na edição passada e é marca do treinador durante sua carreira.

Na beira do campo, os dois têm o estilo enérgico de comandar seus jogadores, embora Jesus se mostre um pouco mais ativo e espalhafatoso. As entrevistas também costumam ser marcantes. Ambos dão declarações fortes, com Felipão mais para o lado rabugento e combativo com os jornalistas.

Jorge Jesus e Scolari já se encontraram no Brasil, durante a Copa América, em junho. Antes da partida entre Argentina e Venezuela, pelas quartas de final, houve uma confraternização organizada pela CBF para discutir assuntos como mercado da bola, licenciamento, cursos de treinadores no Brasil e no exterior, árbitro de vídeo e calendário.

As equipes de Flamengo e Palmeiras são os reflexos dos treinadores em campo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget