Agentes de Dedé vão ao Cruzeiro discutir venda para o Flamengo

SUPER ESPORTES: O Cruzeiro não confirma, mas já foi informado que o Flamengo voltará à carga para contratar o zagueiro Dedé, de 31 anos, para 2020. A informação do interesse rubro-negro foi publicada inicialmente pelo Blog do Nicola, do Yahoo.

Responsáveis por cuidar da carreira do zagueiro, o ex-jogador Giuliano Aranda, conhecido como Magrão, e Ubiraci Cardoso, o Bira, estiveram na Toca da Raposa II nesta quinta-feira. Assessor do departamento de futebol do Cruzeiro, Jorge Washington publicou imagem ao lado dos agentes no Instagram.

Nessa quarta, conforme apurou a reportagem, a dupla esteve no Sesc Venda Nova, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, para acompanhar o empate por 1 a 1 entre Cruzeiro e América, pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro Sub-20.

Foto: Divulgação
Em contato com o Superesportes, Bira desconversou sobre o interesse do Flamengo. “Não estou sabendo de nada sobre interesse do Flamengo. Meu último contato com o (Bruno) Spindel (CEO do clube carioca) para tratar sobre Dedé foi naquela época que o Arrascaeta foi para lá (em janeiro de 2019)”, disse.

Embora já o tenha feito em algumas oportunidades, o Cruzeiro afirmou, por meio de sua assessoria de comunicação, que “não comenta especulações de mercado”. Responsável pelo departamento de futebol do clube, uma vez que o vice de futebol Itair Machado está suspenso pelo STJD, o diretor Marcelo Djian não atendeu aos telefonemas da reportagem.

Bruno Spindel, do Flamengo, também não atendeu a reportagem.

Interesse antigo
O interesse do Flamengo por Dedé é antigo. Na janela de transferências do início deste ano, a equipe carioca tentou a contratação do zagueiro, mas acabou desistindo diante das negativas seguidas do Cruzeiro.

Dedé tem vínculo com o Cruzeiro até 31 de dezembro de 2021, mas o Flamengo estava, na ocasião, disposto a desembolsar alta quantia financeira para contratar o zagueiro da Seleção Brasileira.

Em dezembro de 2018, a diretoria do clube celeste esclareceu que recebeu sondagem dos cariocas, mas informou que não negociaria o zagueiro, cuja multa atual é de R$ 330 milhões para interessados do Brasil e do exterior.

Quando foi comprado pelo Cruzeiro, em 2013, Dedé teve os direitos econômicos fatiados entre quatro parceiros: D.I.S Esportes e Organização de Eventos Ltda – 51,91%; GT Sports Assessoria Esportiva Ltda – 6,5%; Marcus Vinicius Sanchez Secundino – 30,5%; e Giscard Salton – 11,09%. Como o clube não precisou tirar dinheiro de seu cofre à época para tirar o defensor do Vasco, teria direito a 20% de taxa de vitrine em uma possível transferência.

Ídolo da torcida do Cruzeiro e um dos líderes do elenco campeão da Copa do Brasil do ano passado, Dedé já disputou 182  jogos com a camisa celeste e marcou 14 gols. Além da Copa do Brasil de 2018, o zagueiro conquistou a mesma competição em 2017, os Brasileiros de 2013 e 2014 e os Mineiros de 2014 e 2018.

Assessor do departamento de futebol do Cruzeiro, Jorge Washington publicou imagem ao lado dos agentes no Instagram.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget