Com apoio da torcida, Flamengo é campeão Brasileiro de LoL

TORCEDORES: Flamengo eSports e INTZ E-Sports decidiram neste sábado (7) o título do Campeonato Nacional de League of Legends. Com decisão sendo realizada na Jeunesse Arena, zona oeste do Rio de Janeiro, o Flamengo parecia estar atuando em casa, com quase total apoio dos mais de 8 mil torcedores presentes na arena.

A série ficou marcada por partidas que tiveram equilíbrio e muita cautela entre ambas equipes na maioria das partidas. Porém, a partir de um certo ponto, o desequilíbrio ficava claro, com a INTZ dominando o primeiro e terceiro jogo da série, e o Flamengo vencendo o segundo jogo após certa dificuldade.

Time do Flamengo campeão CBLoL 2019 - Foto: Divulgação
O quarto jogo foi marcante pois o Flamengo acabou se impondo logo no início, utilizando uma composição mais agressiva e a INTZ teve que esperar seus itens para tentar conseguir esboçar uma reação. Porém, o Flamengo estava dominante no mapa durante todo o momento e a equipe rubro-negra venceu com autoridade para levar a decisão ao jogo final.


No 5º e decisivo jogo do CBLoL 2019, a situação não foi diferente. Equipes cuidadosas, cautelosas e a tensão presente no jogo a todo momento. Após 30 minutos de disputa, o Flamengo conseguiu o título inédito, diante de sua torcida, no Rio de Janeiro.


Com o título, o Flamengo eSports está classificado(a) para as fases preliminares do Campeonato Mundial de League of Legends (Worlds 2019).

1º jogo
A equipe do Flamengo estava preocupado com a pressão que poderia levar nas rotas do meio e superior no início da partida, enquanto a INTZ, no discurso de seu técnico, orientava a equipe para adotar uma postura mais defensiva.

Ambas equipes adotaram muita cautela durante o início.nos primeiros dez minutos, o equilíbrio entre ambos também era considerável, com nenhuma torre destruída e a mesma quantidade de ouro (11.7k). Apenas aos 13 minutos, Goku eliminou RedBert e garantiu o first blood da decisão. Logo em seguida, a INTZ eliminou três jogadores rubro-negros.

Aos 17 minutos, Envy e micaO reagiram a uma iniciação de teamfight do Flamengo e conseguiram double kill, com Tay sendo eliminado em seguida e a INTZ eliminou todos os jogadores com direito a roubo de ultimate, e neste momento da partida, a vantagem de ouro estava acima dos 3k a favor da equipe com 2 dragões infernais.

A principal preocupação para a equipe carioca neste momento da partida era a tomada de iniciativa. Após ambas equipes em posições conservadoras no início e o Flamengo perdendo duas batalhas iniciadas, a INTZ conseguiu estabilidade ao tomar iniciativas de iniciar os embates, conseguindo impor seu jogo para cima dos adversários. O placar de abates era 3-14 aos 21 minutos.

Outro ponto chave da partida era a conquista do primeiro Barão e a iniciação ocorreu aos 24 minutos. Com mais eliminações decisivas de micaO e Tay, Shini e Goku acabaram perdendo o confronto de contestação e o Barão também ficou para a INTZ. O Flamengo tentou reagir para conseguir atrasar a ofensiva dos adversários em sua base, mantendo a Tier-2 da rota superior intacta e sobrevivendo na partida.

O tempo ajudou o Flamengo na batalha anterior, mas também ajudava a INTZ, que desacelerou o jogo e juntou 3 Dragões da Montanha na espera do segundo Barão. Iniciado aos 31 minutos, o prognóstico da partida acabou não sendo alterado com a conquista fácil da INTZ com o segundo Barão. Desta vez, sem contestação e sem problemas, a equipe finalizou a partida dominante com 31 minutos.

2º jogo
No áudio aberto antes do segundo jogo, o técnico da INTZ preocupou-se em jogar prioritariamente na rota inferior durante a parte inicial, enquanto o técnico do Flamengo discutia que Shrimp poderia atuar pressionando pela rota do meio ou pela inferior.

Assim como na primeira partida, ambas equipes começaram muito cautelosas em relação à combates, com foco inicial em conquista de ouro, itens e buscar aumento de nível. A INTZ demonstrava mais vantagem inicial nas rotas superior e inferior, enquanto o Flamengo possuía mais controle pelo meio, nos primeiros minutos.

A primeira eliminação chegou aos 11 minutos, com a queda de micaO e o primeiro Dragão da Montanha a favor do Flamengo. A partir de então, a torcida voltou a se manifestar na decisão, e o ritmo de jogo aumentou. Em relação ao primeiro jogo, a equipe carioca estava melhor com a melhor utilização de ultimates e melhor composição da equipe atuando de forma menos espalhada pelo mapa.

Com 2-1 na contagem de torres destruídas e empate na contagem de ouro, ambas equipes tinham poucos momentos de embate, ainda com leve vantagem a favor do Flameno na partida tomando mais inicativas. Aos 22 minutos, porém, a INTZ resolveu usar seus itens guardados e acelerou o jogo. brTT, Robo, Shrimp e LucI foram eliminados na rota inferior. O Flamengo conseguiu ao menos garantir o segundo Dragão da Montanha, apesar de não garantir eliminações.

O momento da partida mudaria novamente aos 27 minutos. RedBert, Shini e micaO caíram após pressão iniciada pelo Flamengo e a equipe conseguiu garantir o Barão para reequilibrar o confronto. Goku atordoou RedBert no início do confronto e foi determinante para o sucesso. A equipe carioca, sob os gritos de sua torcida, avançou para a base adversária na tentativa de destruir torres e encerrar o jogo. A INTZ acabou ficando acuada e perdeu inibidores importantes, mas conseguiu uma sobrevida ao resistir à pressão.

Com o favoritismo todo a favor do Flamengo, as equipes aguardaram pelo segundo Barão. Com 33 minutos de partida, a equipe do Flamengo rapidamente iniciou o Barão e facilmente conseguiu o objetivo, para ir ao ataque e vencer a partida, empatando a série e provocando euforia na Jeunesse Arena, no Rio de Janeiro.

3º jogo
Mais uma vez, as composições iniciais fizeram ambas equipes buscarem recursos na parte inicial e evitarem confrontos entre equipes. O first blood desta vez chegou mais cedo, aos 6 minutos, com roubo de ultimate pelo Goku eliminando Envy.

Porém, houve uma diferença em relação aos primeiros confrontos. O early game do Flamengo foi consideravelmente superior ao da INTZ desta vez, com conquista do Dragão do Oceano, mais de 1k de vantagem no ouro e barricada superior destruída.

Com 13 minutos, a maior teamfight da tarde aconteceu. INTZ iniciou o confronto e Shrimp quase foi elimado, porém brTT e Robo conseguiram salvá-lo e buscar eliminações. A batalha encerrou foi encerrada com quatro abates para a cada equipe. Logo em seguida, um outro confronto. Mas dessa vez, a INTZ pegou o Dragão Infernal e ainda aplicou um Ace, eliminando todos os jogadores do Flamengo em campo.

Aos 17 minutos, a INTZ derrubou a primeira torre da partida e estava estabelecendo um favorável momento. Campeões importantes estavam chegando a altos níveis rapidamente em relação ao adversário, e o Flamengo passou a reagir às ações adversárias.

Eram 19 minutos e a INTZ conseguiu a rota do meio inteira, acelerando bastante a partida logo após a destruição da Tier-1. Tay e micaO utilizaram seus ultimate e eliminaram quatro jogadores do Flamengo, conseguindo mais um Dragão.

O Barão foi iniciado aos 21 minutos para o encaminhamento do término precoce da partida. Shini e Envy se destacaram nesta batalha e o Flamengo não conseguiu chegar perto de roubar o Barão, em tentativa de contestação. Inibidores foram derrubados, mas a equipe carioca conseguiu segurar a pressão com boas chamadas de Robo, principalmente na rota inferior.

A INTZ continuou dominando o mapa inteiro e conseguiu o segundo Barão do jogo sem nenhuma contestação, aos 28 minutos. O Flamengo desta vez não conseguiu sobreviver e viu a INTZ abrir 2-1 na decisão, com 17 eliminações combinadas para Envy e micaO na partida.

4º jogo
Diferente de todas as demais três partidas da série, ambas equipes voltaram com composições bem diferentes. Por conta disso, os combates se tornariam mais frequentes, e as primeiras eliminações ocorreram logo nos primeiros 4 minutos. Destaque para o topo do Flamengo, com três eliminações consecutivas em cinco minutos.

Dominando o topo do mapa, o Flamengo abriu vantagem considerável de nível dos seus jogadores e de ouro nos primeiros 10 minutos, demonstrando mais uma vez uma vantagem considerável na parte inicial, com a INTZ tendo que esperar mais tempo para tentar impor seu jogo. Entendendo o momento na partida, a INTZ acabou diminuindo o ritmo e cadenciou a partida por longos minutos em busca de itens.

Com 21 minutos, o Flamengo acelerou um pouco a partida e conseguiu um Dragão para manter o controle da partida. Houve um pequeno susto para os rubro-negros com a INTZ iniciando um Barão e levando perigo, mas a contestação ocorreu momentos depois. Em desvantagem, a INTZ tentava ainda manter a defesa pela rota do meio, pois as rotas superior e inferior estavam sob o controle do Flamengo.

O Flamengo iniciou o Barão, e a INTZ estava cercando tentando um roubo. Shini falhou no objetivo e três jogadores da equipe foram eliminados pelo Flamengo,que conseguiu seu objetivo maior e invadindo a base adversária para derrubar inibidores e conseguindo fechar a partida minutos depois, levando a série para o confronto decisivo.

5º jogo
No áudio liberado antes do jogo inicar, Von afirmou que a equipe do Flamengo estaria focando muito na rota do meio, enquanto o técnico Von pontuou a força que o jungle da equipe teria neste jogo final. A torcida do Flamengo iniciou gritando bastante para incentivar sua equipe para o confronto final.

Retomando a normalidade vista durante todo o sábado (7), as duas equipes buscaram fortalecer seus Campeões e acumular itens. O Dragão da Montanha foi conquistado pelo Flamengo aos 7 minutos em quase roubo da INTZ. Em seguida, o first blood do jogo decisivo também foi a favor da equipe rubro-negra com Robo eliminando Tay no duelo dos top laners.

Com 14 minutos de partida, o Flamengo derrubava barricadas e tentava pressionar os adversários. Mas a INTZ novamente cadenciava as ações e farmava constantemente para prolongar o confronto. A equipe carioca também conseguiu o segundo Dragão (Oceano).

Eram 20 minutos disputados e ambas equipes possuíam uma torre destruída, com leve vantagem de ouro para o Flamengo. O Barão surgiu e os dois times ficaram em torno do mesmo, negociando uma batalha, que poderia ser decisiva para o campeonato. A inevitável teamfight ocorreu, e o Flamengo encaminhou o título. brTT e Robo conseguiram eliminações sobre micAO, Envy e RedBert para abrir encaminhar o título inédito, que chegou com 29 minutos de jogo e emoção incontida dos jogadores flamenguistas. Houve muito barulho e comemoração da Jeunesse Arena com o título inédito do rubro-negro.

Com o título, o Flamengo eSports está classificado(a) para as fases preliminares do Campeonato Mundial de League of Legends (Worlds 2019).

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget