Flamengo já arrecadou R$ 56 milhões em bilheteria só em 2019

GLOBO ESPORTE: Reflexo da boa campanha do time em campo, o Flamengo também surfa na onda fora das quatro linhas. Com estádios cheios desde o Carioca, o Rubro-Negro líder do Campeonato Brasileiro e semifinalista da Libertadores bateu um recorde do clube na vitória sobre o Inter por 3 a 1, na última quarta-feira no Maracanã: com a renda de R$ 2.810.435,50 (para um público pagante de 60.244), o clube atingiu a sua melhor marca em bilheteria nos últimos anos, alcançando R$ 56.105.570,50 em ingressos vendidos, com ticket médio de R$ 43.

Até então, o melhor desempenho em rendas brutas de jogos por ano do Flamengo havia sido os R$ 55.111.251,00 em 2017, com ticket médio de R$ 61, quando o time chegou à final da Copa do Brasil e da Sul-Americana. Em 26 partidas com o mando de campo em 2019, o Rubro-Negro já superou os números daquela temporada inteira. Nem mesmo na época do último título nacional do clube, a Copa do Brasil de 2013, gerou tanta bilheteria como agora. Confira abaixo:

2019: R$ 53.295.135
2018: R$ 39.988.237
2017: R$ 55.111.251
2016: R$ 32.070.717
2015: R$ 36.268.008
2014: R$ 37.684.060
2013: R$ 43.979.717

Torcida do Flamengo no Mineirão - Foto: Alexandre Vidal
Dono de nove dos 10 melhores públicos de 2019, o Flamengo tem as maiores rendas até o momento, seguido de perto pelo Corinthians (com R$ 50.652.562). Porém, comparado a outras temporadas e clubes brasileiros, o Rubro-Negro ainda está atrás de Palmeiras e Corinthians, dupla que concentrou os valores brutos mais altos de bilheterias no país nos últimos anos. Veja abaixo:

R$ 79.550.151 (Palmeiras 2018)
R$ 69.420.683 (Corinthians 2015)
R$ 66.635.443 (Palmeiras 2015)
R$ 63.330.826 (Corinthians 2017)
R$ 61.429.014 (Palmeiras 2017)
R$ 59.593.915 (Palmeiras 2016)
R$ 59.304.872 (Corinthians 2018)
R$ 58.526.006 (Corinthians 2016)

Considerando apenas uma partida isolada, a maior bilheteria do Flamengo nos últimos anos foi na final da Copa do Brasil de 2013, quando arrecadou R$ 9.733.785 em ingressos vendidos contra o Athletico-PR no Maracanã. Na atual temporada, a maior renda foi de R$ 4.758.999 do jogo contra o Inter, pelas quartas de final da Libertadores.

Fla fica com menos da metade do valor

O montante impressiona, mas nem tudo vai para os cofres da Gávea. Ainda tentando reduzir os custos do Maracanã, o Flamengo continua com despesas altas para realizar jogos no estádio e chegou a ter prejuízos em quatro partidas, incluindo uma no Nilton Santos contra o Fortaleza. Após cobrir os gastos com o valor bruto, a conta cai para menos da metade.

O GloboEsporte.com fez um levantamento com os borderôs para saber a receita líquida do Flamengo com as bilheterias. Para isso, usou partidas com rendas semelhantes do Brasileirão para simular os resultados financeiros dos jogos na Libertadores, já que o clube ainda não divulgou esses números do torneio de 2019 em seu portal de transparência no site oficial.

O cálculo aponta para uma margem de lucro líquida do Flamengo de R$ 22 milhões a R$ 25 milhões, ou seja, inferior a 50% do valor bruto da bilheteria total até agora. Porém, os borderôs das partidas não contabilizam os resultados financeiros dos bares e camarotes do Maracanã, que são também considerados uma receita relevante pela diretoria rubro-negra.

O clube atingiu a sua melhor marca em bilheteria nos últimos anos, alcançando R$ 56.105.570,50 em ingressos vendidos, com ticket médio de R$ 43.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget