Flamengo não é só resultado, mas também desempenho

BLOG DO PVC: Ganhar do Internacional com dois homens a mais e mesmo assim sofrendo gol de empate no início do segundo tempo não permite classificar a atuação de quarta-feira à noite como a melhor desde a chegada de Jorge Jesus. Mas é impossível não olhar para o desempenho. Foram vinte finalizações, oito certas, contra duas coloradas. Verdade que houve pênalti não marcado de Rodrigo Caio em Guerrero. O Internacional tem razão em reclamar da infração. Isto à parte e apesar do empate momentâneo, no início da segunda etapa, o Flamengo mereceu ganhar por 3 x 1.

Os três gols, entre eles o 18º de Gabriel a caminho do recorde, isolam o Flamengo como melhor ataque da história dos pontos corridos, em torneios disputados por 20 clubes. São 48 gols em 21 jogos. Só o Santos de 2004, ataque mais positivo de todos os tempos, com 103 gols em 46 partidas, tinha o mesmo número de gols na 21ª. rodada. Naquela época, apesar de pontos corridos, o Brasileirão tinha 24 clubes.

Jogadores do Flamengo reunidos - Foto: Alexandre Vidal
Contra o Internacional, o destaque rubro-negro foi Rafinha. Autor de 77 passes certos, apenas três errados, e dos cruzamentos para os dois gols da segunda etapa. De Arrascaeta, decidiu de novo. Como em Belo Horizonte, quando marcou o gol da vitória, no Maracanã fez o segundo e deixou Bruno Henrique de frente com a rede no terceiro.

Como em Belo Horizonte, quando marcou o gol da vitória, no Maracanã fez o segundo e deixou Bruno Henrique de frente com a rede no terceiro.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget