Rafinha, do Flamengo, se diz preparado para marcar Cebolinha

GLOBO ESPORTE: O empate por 0 a 0 com o São Paulo no último sábado, no Maracanã (veja os lances no vídeo acima), já é coisa do passado da Gávea ao Ninho do Urubu. Finalmente chegou a semana do jogo mais esperado do ano pelos rubro-negros: a semifinal da Libertadores contra o Grêmio. Nesta quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), o Flamengo vai até a Arena do Grêmio para a partida de ida valendo vaga na grande decisão.

Após resistirem ao assunto nas últimas semanas – devido ao pensamento jogo a jogo no clube –, os jogadores rubro-negros enfim passaram a falar mais abertamente sobre a semifinal depois da partida contra o São Paulo. Ainda no Maracanã, Rafinha foi questionado sobre o duelo com Everton Cebolinha, já que o atacante da Seleção costuma jogar pelo lado direito das defesas, mas evitou individualizar:

– A gente tem que se preocupar com a equipe toda do Grêmio, que é muito forte, tem grandes jogadores que podem decidir o jogo na frente. Uma equipe que já joga junta há algum tempo, mas temos que pensar na nossa equipe. O Mister vai preparar bem para esse jogo. E, claro, eles têm grandes jogadores, nós também temos, será um grande espetáculo.

Rafinha, jogador do Flamengo - Foto: Marcelo Cortes
Porém, ao ser perguntado sobre qual jogador mais difícil que já precisou marcou, o lateral-direito citou "as aulas" que teve com os craques Arjen Robben (holandês) e Franck Ribéry (francês), no futebol alemão, para se dizer "vacinado" aos 34 anos. E, assim, projetar o próximo desafio:

– Joguei na Alemanha 15 anos, eu marquei oito anos todo dia o Robben e o Ribéry. Acho que prova melhor que essa não tem como (risos). Era todo dia treino contra os dois, então estou vacinado, não tem escolha para ninguém. Do meu lado só caem os mais rápidos, mas estou preparado.

Zagueiro pelo lado direito da defesa rubro-negra, Rodrigo Caio também terá a árdua missão de tentar parar um dos principais atacantes do futebol brasileiro. O defensor também falou na saída do Maracanã, pregou um "respeito muito grande" pelo Grêmio e considerou a partida com nível extremo de dificuldade:

– Jogo extremamente difícil, semifinal de Libertadores não poderia ser diferente. Temos um respeito muito grande pela equipe do Grêmio, mas temos nossa ideia, nossa forma de jogar, de pensar o jogo. Tenho certeza que nesses quatro dias vamos nos preparar bem, ouvir tudo o que o Jorge (Jesus) tem para passar, e que a gente possa estar em uma noite feliz e consiga fazer o que viemos fazendo.

Porém, Rodrigo Caio foi mais um que preferiu tirar os holofotes sobre o duelo com Cebolinha para elogiar o adversário de uma maneira geral. Entretanto, ele mostrou confiança no elenco rubro-negro e previu que no Grêmio também estejam se preocupando em como frear o melhor ataque do Brasil, com 100 gols.

– Vai ser um grande jogo, não só pelo Everton, tem grandes jogadores na equipe do Grêmio. Mas da mesma forma como a gente tem que marcá-los, eles também estão pensando em como marcar a gente. Acho que vai ser um espetáculo muito bom de se assistir, e a gente espera estar em uma grande noite.

Enquanto o Grêmio poupou todos os seus titulares na rodada, os jogadores rubro-negros se reapresentam na manhã deste domingo no Ninho do Urubu. A delegação embarca segunda-feira para Porto Alegre, e no mesmo dia segue para Viamão, a 25 km da capital, onde ficará concentrada até o dia da partida. O clube vai repetir a logística usada contra o Inter nas quartas de final da Libertadores.

Rafinha foi questionado sobre o duelo com Everton Cebolinha, já que o atacante da Seleção costuma jogar pelo lado direito das defesas.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget