Reinier promete ser a próxima grande estrela do Flamengo

GOAL: Raisa Simplicio

Nos últimos três anos, o mundo do futebol viu o Flamengo revelar Lucas Paquetá e Vinicius Júnior, dupla que surgiu como grande esperança para um futuro não tão distante assim da seleção brasileira. Só que talvez tenha mais pela frente. No mesmo clube há uma joia sendo lapidada e que gera ainda mais expectativa. Trata-se de Reinier, que ano passado foi eleito o melhor jogador sub-16 do planeta por observadores técnicos de todo o mundo.

Com o número 10 nas costas e uma multa de 70 milhões de euros, o garoto natural de Brasília desfila talento. Meia-atacante, ele deu os primeiros passos como volante até encontrar a posição em que se sente mais confortável. Além da posição em campo, mudou também o clube, já que Reinier passou pelos rivais Botafogo, Vasco e Fluminense antes de se consolidar no Flamengo.

Reinier durante Avaí x Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Com um repertório repleto de opções, Reinier passa até de calcanhar, tem velocidade para carregar a bola e driblar, e uma elegância fora do comum, que lhe deu o "selo" de meia clássico, em alusão aos antigos camisas 10 do futebol. Com boa estrutura física, o garoto não só dá muitas assistências como também balança as redes com frequência, característica não muito forte de quem atua na posição.

São muitas comparações com o estilo de jogo de Kaká, principalmente pela facilidade nas arrancadas, mas o garoto tem em Zidane sua grande fonte de inspiração. Reinier costuma ver no Youtube lances e jogos do ex-meia e atual treinador do Real Madrid. Curiosamente, o clube espanhol é um dos que já demonstraram interesse na jovem promessa.

"Eu me inspiro muito no Zidane, já assisti a muitos vídeos dele na internet. Sempre tento fazer jogadas como ele”, disse o jovem em entrevistas anteriores.

O jovem rubro-negro também busca inspiração "dentro de casa". Com a mesma versatilidade de Lucas Paquetá, o camisa 10 do Ninho do Urubu pede conselhos ao jogador do Milan, com quem sempre troca mensagens.

"Fico feliz de poder fazer meu trabalho e ser exemplo para os mais novos. Eu converso bastante com o Renier. Espero que ele continue fazendo o trabalho dele da melhor maneira possível", disse Paquetá após ver pela televisão uma grande atuação de Reinier pela seleção sub-17.

O camisa 10 coleciona prêmios individuais e títulos por todas as categorias, mas ainda espera pela oportunidade de fazer a sua estreia como profissional do Flamengo. Inscrito na Copa Libertadores da América, o jogador não conseguiu treinar com o time de Abel Braga este ano. O motivo? A interdição do Centro de Treinamento do clube para menores de 18 anos, devido ao incêndio que vitimou dez crianças no começo do ano.

A ansiedade tanto da torcida, que deseja ver o atleta em campo antes que rume para fora do país, e do próprio jogador, que sonha em pisar no Maracanã como profissional do Flamengo, só aumenta. Phelipe Leal, treinador do sub-17 do clube, pede calma.

"Com 17 anos, nunca vai estar pronto. Estando na base ou no profissional, eles precisam passar por um processo de amadurecimento. O Reinier é mais um talento desse. Penso que precisamos estar muito atentos com alguns detalhes, para que ele possa ter a cabeça no lugar e continuar colocando todo o potencial para fora".

No Sul-Americano sub-17, realizado no Peru, a seleção brasileira não teve muito sucesso, mas Reinier foi um caso à parte. Foram quatro gols e uma assistência em apenas três jogos, além de dribles desconcertantes. As atuações chamaram ainda mais a atenção do mercado europeu, com clubes como Real Madrid, Juventus, Milan e Borussia Dortmund sendo especulados como seu possível destino.

Com contrato até 2021, o Flamengo se apega a uma multa que gira em torno de 70 milhões de euros, valores muito superiores aos de Vinicius Júnior, negociado com o Real Madrid por 43 milhões de euros, para ver sua cria desfilando talento e emocionando o Maracanã como os antigos camisas 10 do futebol brasileiro.

Chance no profissional
Novo técnico do Flamengo, Jorge Jesus decidiu logo no começo de seu trabalho incorporar Reinier ao elenco profissional. No dia 31 de julho, na decisão contra o Emelec, pela Copa Libertadores, ele fez sua estreia como profissional, saindo do banco de reservas para substituir Gabigol. Depois, ainda recebeu alguns minutos na derrota para o Bahia, fora de casa.

Sua estreia como titular aconteceu na partida contra o Avaí, pela 18ª rodada do Brasileirão Série A - e ele não decepcionou: foi um dos destaques do ataque e, no segundo tempo, marcou seu primeiro gol profissional após linda tabela com Gabigol, fechando o placar no Mané Garrincha.

Com contrato até 2021, o Flamengo se apega a uma multa que gira em torno de 70 milhões de euros.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget