Torcedores do Fla migram de plano para garantir ingresso pra semi

O GLOBO: Por Diogo Dantas

O Flamengo dá início, nesta quarta-feira, às 16h, à venda online de ingressos para o jogo de volta da semifinal da Libertadores, com o Grêmio, no Maracanã, dia 23 de outubro. A promessa é de uma corrida de sócios-torcedores, daquelas de congestionar os servidores da internet, para a compra dos bilhetes, uma vez que o clube atingiu neste mês a marca recorde de 125 mil sócios, e o estádio dispõe de pouco mais de 60 mil lugares disponíveis para comercialização. É pouco provável que sobrem entradas para serem vendidas mais tarde ao público que não for associado.

Mesmo com o fim de duas categorias de planos para novas adesões no começo do ano (+ Raça e Paixão), ainda existirão seis níveis de prioridade na aquisição dos bilhetes: na ordem, + Paixão, Paixão, + Amor, Amor, + Raça e Raça, já que os planos extintos ainda estão vigentes para os jogos desta temporada.

Torcida do Flamengo - Foto: Delmiro Junior
A expectativa é que todos os grupos sejam contemplados, mas a disputa de ingressos entre os associados do Raça, último a poder comprar, a partir apenas do dia 20, deve ser ferrenha.

— Migrei do Raça para o Amor. Acredito que vou conseguir comprar ingresso para a Norte com tranquilidade, mas acho que nem todo mundo do Raça vai conseguir — diz o taxista Eduardo Cidrini, 29 anos, torcedor rubro-negro.

A divisão dos horários das vendas ainda vai respeitar a assiduidade dos torcedores nos jogos na temporada. Cada plano é dividido nas sub-categorias Hexa, Penta e Tetra, na ordem decrescente de presença nas partidas. Por isso, quando se aproximam jogos de maior apelo, a busca por planos mais caros cresce. E a migração para eles também.

Assim como a procura, o preço do bilhete também aumentou. O ingresso mais barato para o jogo contra o Grêmio custará R$ 70, no setor Norte. Nas fases anteriores, contra Emelec e Internacional, o Flamengo cobrou a partir de R$ 30 e R$ 45 no bilhete mais barato. No Maracanã Mais, o ingresso mais caro custará R$ 1.200.

O Flamengo foi procurado, mas não respondeu às perguntas da reportagem para auxiliar os torcedores na compra.

Nos dois demonstrativos financeiros trimestrais que divulgou em 2019, de janeiro até junho, o Flamengo apontou arrecadação de R$ 22,8 milhões com o programa de sócios.

É pouco provável que sobrem entradas para serem vendidas mais tarde ao público que não for associado ao Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

FlamengoResenha

{facebook#https://www.facebook.com/xresenhacrf} {twitter#https://twitter.com/FlaResenhaNews} {google-plus#https://plus.google.com/u/0/107993712547525207446} {youtube#https://www.youtube.com/channel/UCiHkjDj2ljgIbiv_zUvdG6g/videos}

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget