Atlético-MG tenta repetir trabalho feito pelo Flamengo em gestão

UOL: O Atlético-MG deseja repetir o que foi feito no Flamengo. A ideia do presidente Sérgio Sette Câmara é equacionar a dívida durante a sua gestão, a qual se encerra em dezembro de 2020. O mandatário, inclusive, se reuniu com membros da Ernst & Young, empresa de contabilidade da Inglaterra, para fazer um planejamento financeiro.

Assim como fez com o atual líder do Campeonato Brasileiro e finalista da Libertadores, a empresa inglesa terá a incumbência de apresentar à cúpula alvinegra um plano para reduzir a dívida, atualmente estimada em R$ 700 milhões.

Foto: Divulgação
"Fizemos reuniões com a Ernst & Young, que foi a empresa que apresentou o projeto ao Flamengo há seis anos. Eu acredito que ela vai trazer soluções interessantes para que a gente, junto com essa comissão, possa zerar o endividamento do Atlético. Se a gente conseguir zerar o endividamento, teremos o CT, os dois clubes de lazer, a sede, 50% do shopping e o estádio, que será a mola propulsora de muitas receitas para o clube", disse.

"É um plano estratégico de gestão. Isso tudo será encaminhado ao Conselho [Deliberativo]. O Conselho, na minha gestão, sempre foi informado e opina em tudo. Para que vocês saibam, a empresa também está fazendo um trabalho no Athletico Paranaense, no São Paulo, no Palmeiras, no Santos, no Red Bull Brasil, no Fluminense, no Grêmio, no Inter e também no Flamengo", acrescentou.

Já houve reuniões entre os membros da cúpula atleticana e os responsáveis pelo trabalho na Ernst & Young. A intenção é reduzir ao máximo o débito do clube. Sette Câmara alega que pagou R$ 100 milhões durante a sua gestão. O dirigente fala sobre a atual dívida do clube.

"Tem muitos clubes por aí que não têm a menor noção do que devem. Eu sei o que devo, agora é encontrar caminhos para sair do buraco. Em termos simplistas, o Atlético tem, hoje, uma receita que é inferior à despesa dele. Mas não é muito. Depende do ano. Tem ano que é maior, tem ano que é pior. O que mata o Atlético é o endividamento de anos e anos que continua a crescer. Já foi de 500, 600, 700 [milhões de reais]. Se paga aí alguma coisa de R$ 66 milhões de juros e encargos. Dinheiro que poderia ser aplicado no futebol", contou o mandatário atleticano.

"É segredo para alguém que o Atlético é um dos clubes que mais devem no Brasil? Acho que não, né? A dívida do Atlético gira em torno de 700 milhões de reais. 280 milhões é de dívida tributária, o resto são dívidas de médio e curto prazo", completou.

A intenção é reduzir ao máximo o débito do clube. Sette Câmara alega que pagou R$ 100 milhões durante a sua gestão.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget