Faminto, Fla acumula gordura e chega 'pronto' contra o Grêmio

GLOBO ESPORTE: Deu gosto ver o Flamengo jogar. Mais uma vez. O time de Jorge Jesus, em pouco mais de três meses, acumula pontos, marcas e gordura para queimar. O Rubro-Negro alia espetáculo com resultado. E não foi diferente neste domingo, na vitória por 2 a 0 sobre o Fluminense, no Maracanã.

Os números impressionam. O time está invicto há 17 jogos, não perde há quase três meses. No Brasileirão, conquistou 40 dos últimos 42 pontos disputados – 13 vitórias e um empate. Com 64 pontos, o Flamengo está a uma vitória de igualar a pontuação de 2009 - última vez que conquistou o campeonato – e igualar seu número de vitórias em uma edição de pontos corridos (21, em 2018). E ainda faltam 11 rodadas.

Bruno Henrique e Vitinho, do Flamengo - Foto: Marcelo Cortes
Com 79% de aproveitamento - nenhum campeão brasileiro atingiu esse número na era de pontos corridos -, o Flamengo abriu 10 pontos para o Palmeiras e 13 para o Santos, segundo e terceiro colocados, respectivamente. Gordura que dá tranquilidade para o time seguir brigando em duas frentes, no Brasileirão e na Libertadores.

Vitória construída desde o início
Números e recordes à parte, o Flamengo foi imponente desde o início no clássico. Gerson onipresente em campo. Everton Ribeiro teve mais uma atuação em altíssimo nível. Foram 15 minutos avassaladores.

Além do gol de Bruno Henrique, aos 3, e de um pênalti não-marcado pelo árbitro Anderson Daronco em Gabigol, o time teve outras cinco finalizações, com quatro chances claras de gol. O Rubro-Negro chegou a ter posse de bola acima de 80%.

Acima de tudo foi um Flamengo com fome, com a cara de Jorge Jesus. Mesmo com uma vantagem tão larga na ponta da tabela do Brasileirão, o treinador não abriu mão de sua força máxima a três dias de um jogo tão importante contra o Grêmio, pela semifinal da Libertadores.

Uma hora a estratégia cobrará seu preço? Só o tempo dirá. Mas esse Flamengo paga para ver e está faminto por vitórias e títulos.

O Flamengo foi muito superior, mas isso não significa que o Fluminense não incomodou. No fim do primeiro tempo o Tricolor, ameaçou engrossar o caldo, obrigou Diego Alves a trabalhar e animou sua torcida.

Na etapa final, no entanto, o Rubro-Negro voltou ao controle. O gol de Gerson, aos 20 minutos, foi apenas a confirmação da vitória que já se desenhava desde o apito inicial.

Desafio maior pela frente
Se o Flamengo, hoje, parece imbatível no Brasileirão, na quarta-feira o time de Jorge Jesus tem o maior de seus desafios: a Libertadores. Por mais que tenha sido seguro e consistente ao longo dos últimos meses, o futebol prega peças e competições eliminatórias reservam surpresas. Além disso, o Grêmio é outro belíssimo time, acostumado a esse tipo de jogo.

O Flamengo, no entanto, se preparou para esse momento. Recuperou o importantíssimo Felipe Luís, que jogou 70 minutos contra o Fluminense e provou estar bem. O time está (quase) pronto para a batalha de quarta. Ainda há a expectativa por Rafinha e Arrascaeta. A tendência é que o lateral comece, e o uruguaio tem chance de ser relacionado.

- Agora é descansar porque quarta-feira tem mais uma semifinal. Temos que nos preparar para ela. Sabemos que vai ser um jogo mais difícil - projetou Jesus.

Números e recordes à parte, o Flamengo foi imponente desde o início no clássico. Gerson onipresente em campo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget