Jesus fecha turno do Brasileiro com vantagem, bronca e pé no chão

UOL: O técnico Jorge Jesus completou um turno à frente do Flamengo no Campeonato Brasileiro. Neste período, conseguiu colocar um time na liderança e abrir larga vantagem, mas mantém os pés no chão e as já conhecidas broncas após as partidas para correções.

A estreia do português na competição nacional foi com um sonoro 6 a 1 sobre o Goiás, adversário da próxima rodada. À época, o time rubro-negro ocupava a terceira posição, com 17 pontos, oito a menos que o líder Palmeiras. Passados 19 jogos, o Flamengo está no topo da tabela, com 67 pontos, dez de vantagem em relação ao Alviverde.

Apesar da distância em relação ao segundo colocado, Jesus não deixa transparecer euforia alguma. Pelo contrário: o treinador fala o tempo todo sobre as dificuldades que o time encontra no Brasileirão.

"Estamos em uma caminhada muito difícil, longa, mas cada vez estamos sentindo que estamos mais perto. Faltam dez jogos para podermos carimbar aquilo que todos nós queremos, que é ganhar esse titulo", disse, após a vitória sobre o CSA.

 Jesus, treinador do Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Além dos pés no chão, o comandante da equipe da Gávea faz questão, ao fim de cada partida de conversar individualmente com com os jogadores que acredita que tenham algo a concertar. Já foi assim com Rodrigo Caio, com o jovem Reinier e, ontem (27), com Vinicius Souza.

"É um menino. Ele entrou para uma missão: o CSA estava fazendo uma ligação com facilidade nas costas do Arão. O Piris [estava suspenso] faz isso muito bem. Ele jogou com jogadores de muita experiência, e eu estava explicando a ele sobre como devia se portar", explicou.

Toda a seriedade com a qual Jesus fala sobre o trabalho tem uma razão. Desde a chagada ao Brasil, o técnico não escondeu que levantar o troféu da maior competição do futebol nacional era um sonho. Mais do que isso, o português tem quase que virado um garoto-propaganda do Brasileirão para outros países.

"Já falei várias vezes que esse campeonato é apaixonante, espetacular. É um jogo jogado, com muito talento individual. Todas as equipes têm bons jogadores. Taticamente, o futebol brasileiro tem crescido. Este produto deveria ser vendido de outra maneira", apontou ele.

"Nunca coloquei à frente a Libertadores em relação ao Brasileiro. Tenho uma cultura diferente, de dar uma importância grande em ser campeão no país. Aqui, parece que não se valoriza muito ser campeão do Brasileiro", completou.

Nos 19 jogos com Jesus até aqui, foram 16 vitórias, dois empates e uma derrota.

Passados 19 jogos, o Flamengo está no topo da tabela, com 67 pontos, dez de vantagem em relação ao Palmeiras.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget