Jorge Jesus será julgado nesta quinta por criticar a arbitragem

GLOBO ESPORTE: Poucas horas após levar o Flamengo à decisão da Libertadores, Jorge Jesus será julgado e pode ser desfalque no banco de reservas nas próximas rodadas do Campeonato Brasileiro. Na tarde desta quinta-feira, a partir de 15h30, no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, o português vai responder por ofensa à arbitragem e conduta antidesportiva em entrevista coletiva após a vitória por 2 a 0 sobre o Athletico-PR, há 10 dias, quando reclamou da desmarcação de um pênalti com o auxílio do VAR.

Jorge Jesus pode pegar até 12 jogos de suspensão. Em caso de pena máxima, não comandará mais o Flamengo à beira do campo no Brasileirão.

– Sabíamos que o jogo ia ser difícil pela qualidade do Athletico, pelas condições do sintético, jogo completamente diferente. Já viemos preparados. Não vinha preparado para jogar contra duas equipes, contra o árbitro, mas contra o Atlhetico – disse o treinador na ocasião, ainda complementando:

Jorge Jesus com os jogadores reservas do Flamengo - Foto: Divulgação
– Quem toma essas decisões tem que ser penalizado. Não pode tomar uma decisão e nem estar no campo para fazer outras asneiras. Não tem capacidade. Nem sei quem foi, mas não pode andar no VAR. Vai para casa, férias. E para não prejudicar o árbitro, que teve decisão certa, mas foi influenciado pelo VAR. Não pode passar impune. Quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentas que tem, não pode. Não tem capacidade, é como todas as profissões, é para os melhores.

O técnico foi enquadrado nos artigos 243-F e 258 do código brasileiro de justiça desportiva (CBJD): no primeiro, ele corre risco de suspensão de quatro a seis partidas e multa de R$ 100 e R$ 100 mil; e no segundo, pode pegar gancho de um a seis jogos. O treinador foi denunciado após recebimento de notícia de infração pela Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf).

Flamengo pode pegar multa
Além de Jorge Jesus, o Flamengo também será julgado na tarde desta quinta. O clube vai responder por atraso de dois minutos na volta para o segundo tempo, também no jogo contra o Athletico-PR. O Rubro-Negro pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil por infração ao artigo 191, inciso III, por descumprir o inciso XV do artigo 7 do regulamento geral de competições da CBF de 2019.

Jorge Jesus pode pegar até 12 jogos de suspensão. Em caso de pena máxima, não comandará mais o Flamengo à beira do campo no Brasileirão.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget