Não teve Gabigol, mas teve Diego Alves

BRUNO VOLOCH: Sorte de campeão.

Numa atuação fraca, bem abaixo do padrão rubro-negro, o Flamengo suou mas venceu o CSA por 1 a 0. Apenas 1 a 0, algo incomum.

Diego Alves evitou o pior no Maracanã. O goleiro foi o grande nome do time com pelo menos 3 defesas espetaculares. O Flamengo deu sinais de cansaço. Físico e mental, reflexo ainda da partida contra o Grêmio pela Libertadores.

Diego Alves - Foto: Divulgação
O estilo Jorge Jesus, sempre direcionado ao ataque, impediu um resultado mais tranquilo.

No final, não teve Gabigol.

Depois da noite mágica da Libertadores, ninguém esperava tamanho sufoco contra o CSA, mas os 10 pontos de vantagem estão mantidos e o campeão respira aliviado.

O Flamengo deu sinais de cansaço. Físico e mental, reflexo ainda da partida contra o Grêmio pela Libertadores.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget