O Flamengo está muito pés no chão

LANCE: Uma goleada por 5 a 0 na semifinal da Libertadores poderia colocar qualquer time em clima de extrema confiança e até "oba-oba". O que se viu no Flamengo após eliminar o Grêmio no Maracanã, porém, foi muita tranquilidade e pés no chão. Mantendo o discurso que evitava a visão de uma possível soberba, os jogadores tentaram frear a empolgação, apesar de entenderem que faz parte do comportamento da torcida.

- O grupo está unido e estamos trabalhando forte. Há alguns meses mostramos isso. O Mister tem que ter todos os créditos pelo que está desenvolvendo. É maravilhoso, ele deixa tudo mastigado. O que treinamos conseguimos desempenhar e deixa tudo mais fácil. Mas o grupo está fechado. O momento não é de falar, é de ficar quietinho e trabalhar, pois não ganhamos nada ainda. Pés no chão sem falar muito e deixar a euforia para o lado de fora - falou Rafinha.

Rafinha usando capacete em Flamengo x Grêmio - Foto: Marcelo Cortes
Mesmo quando a bola ainda estava rolando, o que se viu foi um rubro-negro ainda respeitando o rival. Nas entrevistas após a partida, apesar de consideraram uma partida quase perfeita, todos os jogadores que falaram com os jornalistas na zona mista reforçaram a cautela. Essa tem sido uma prática comum, especialmente após a chegada de Jorge Jesus, para evitar uma festa fora de hora.

Melhor futebol?

Antes da partida, muito se discutiu sobre qual das duas equipes jogava o melhor futebol do Brasil. Após o confronto, mesmo com o placar expressivo, o lateral-direito Léo Moura afirmou que os gaúchos seguiam superiores.

- Jogamos o melhor futebol do Brasil realmente. Já são três anos assim, mas tem noites que as coisas não funcionam como planejamos, infelizmente. Mas o grupo está de parabéns pelo que vem fazendo ao longo dos anos - disse o jogador na zona mista.

Pouco tempo depois, Gabigol fez expressão de estranhamento quando questionado sobre a declaração do rival, mas preferiu não entrar em maiores polêmicas.

- Essa pergunta cabe a vocês que analisam. Tenho que continuar jogando, mantendo o foco. O Grêmio é um time qualificado e vencedor. Corremos para fazer isso também, estamos longe - afirmou.

VEJA OUTRAS DECLARAÇÕES:

Diego Alves
- É uma alegria imensa. Orgulho de fazer parte desse time. Acho que a torcida está muito feliz com o time e o rendimento de todos. Não atingimos nada até agora, sei que os torcedores estão eufóricos, mas tem que reconhecer o trabalho que vem sendo feito. Ganhar de 5 a 0 em uma semifinal de Libertadores é completamente diferente, acho que ninguém esperava. Mas demonstramos que temos condição de alcançar objetivos maiores.

Willian Arão
- Estamos nos sentindo realizados, mas não conquistamos nada ainda. Obviamente o primeiro passo nós demos. Mas temos que manter os pés no chão. Sabemos da nossa qualidade, mas respeitamos todo mundo. Temos que desfrutar esse momento. Não é fácil chegar até aqui e fazer o que estamos fazendo.

Os jogadores tentaram frear a empolgação, apesar de entenderem que faz parte do comportamento da torcida.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget