"O Flamengo não assusta, são 11 contra 11", diz jogador do CSA

GLOBO ESPORTE: A semifinal do Flamengo contra o Grêmio ligou o sinal de alerta entre os jogadores do CSA, mas para alguns, o time carioca não é nenhum bicho papão.

- O Flamengo não assusta, não será nada de diferente dos outros jogos. Claro que vai ser um adversário que holofotes estão virados pra eles, mas nesses jogos que a gente pode mostrar nossa força e mostrar o que a gente pode fazer. São 11 contra 11, então a gente vai jogar um jogo extremamente difícil, mas não impossível - disse Bueno.

Foto: Divulgação
O CSA vem de um empate com o Atlético-MG e de uma derrota para o Botafogo. Contra os cariocas, na segunda-feira, o Azulão foi castigado pelos próprios erros. Domingo, contra o Flamengo, os jogadores sabem que errar pode ser fatal. A equipe não deve mudar a forma de jogar, mas deve dobrar a concentração pra não falhar.

- A gente sabe que o Flamengo terá uma maior posse de bola, que vai buscar o gol a todo instante com o apoio do seu torcedor, mas é um jogo que a gente tem que disputar cada palmo de campo, tem que disputar cada bola e ser competitivo. Temos que matar nas oportunidades que tivermos, porque, se eles tiverem, com certeza vão matar - falou Bueno.

Para os jogadores do CSA, a partida do Flamengo contra o Grêmio foi um caso excepcional, mas eles estão se preparando pra o jogo no Rio.

- Contra o Grêmio, o Flamengo fez gol de bola parada, tocando a bola, de contra-ataque, então é uma equipe que tem grandes variações. A gente tem que estar preparado para todas as situações pra minimizar os erros e neutralizar o adversário - disse Bueno, que deve ganhar a posição de Alecsandro.

A equipe não deve mudar a forma de jogar, mas deve dobrar a concentração pra não falhar.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget