Presidente do River cita poder econômico para elogiar o Flamengo

EXTRA GLOBO: Marcello Neves

A goleada por 5 a 0 aplicada pelo Flamengo na semifinal da Libertadores já chegou aos ouvidos dos dirigentes River Plate. Em especial, ao presidente do clube Rodolfo D'Onofrio, que rasgou elogios ao rubro-negro. Antes da final, marcada para o dia 23 de novembro, o mandatário classificou a equipe como um "grande rival".

— É uma equipe enorme. Um grande rival que teremos e, pela maneira como os dos times jogam, será uma final muito agradável, além de que os dois certamente tomarão precauções lógicas, como sempre, nas partidas decisivas — falou o presidente, em entrevista a 'La Red'.

Rodolfo D'Onofrio segurando a camisa do Flamengo - Foto: Divulgação
Questionado sobre as principais diferenças entre as equipes, o dirigente do River Plate citou as diferenças econômicas entre os clubes, principalmente em relação às cotas televisivas, onde considerou "abismal".

— Eles cobram 50 milhões de dólares pela televisão (R$ 202 milhões) pela TV. Nós cobramos três (R$ 12,1 milhões) — completou.

Decisão seguirá sendo no Chile
A Conmebol confirmou que a final entre Flamengo e River Plate seguirá sendo no Estádio Nacional de Santiago. Ou seja, mesmo com os problemas civis no país, a decisão do torneio permanecerá no Chile.

Desde sexta-feira (18), uma onda de protestos violentos deixou 11 mortos e 1.462 detidos na capital Santiago, motivado pelo aumento nas tarifas do metrô.

Na última segunda-feira, o governo do Chile decretou toque de recolher na região metropolitana de Santiago a partir das 20h (horário local). A Conmebol, no entanto, acredita que os que a situação será controlada até a decisão.

Antes da final, marcada para o dia 23 de novembro, o mandatário classificou a equipe como um "grande rival".

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget