"Temos que olhar o Fla como um todo, não pelo Mister", diz Jesus

GLOBO ESPORTE: O Flamengo derrotou o Atlético-MG por 3 a 1 nesta quinta-feira, no Maracanã, em partida válida pela 24ª rodada do Campeonato Brasileiro, e se isolou ainda mais na liderança da competição. O técnico Jorge Jesus falou com a imprensa, elogiou a atuação da equipe e destacou a evolução de Willian Arão.

- Fizemos mais um excelente jogo, com muita qualidade técnica e tática, contra um adversário que não nos deu espaço, fechou os corredores para poder anular nossa capacidade ofensiva. Não conseguiu. A equipe do Flamengo tem muita capacidade não somente tática, mas também individualmente. Quero agradecer ao torcedor que nos apoiou e é importante ver que eles nos apoiavam. O Arão era o Patinho Feio e hoje é um ídolo. Temos que olhar o Flamengo como um todo, não pelo Mister ou jogador A ou B.

Torcedor do Flamengo sósia de Jorge Jesus - Foto: Marcelo Cortes
Técnico gringo com mais rodadas líder
Não é o mais importante neste momento. Temos um objetivo que é chegar a última rodada em primeiro. Com muitos ou poucos pontos, não interessa. Nosso objetivo era alcançar a primeira posição, manter e isso que estamos fazendo.

Apoio a Vitinho
Claro que quando tu joga no Flamengo vem a pressão. Esse é um dado importantíssimo. Sentir que a camisa é pesada. Nem todos têm essa capacidade. O Vitinho foi determinante não só pela assistência ou gol. É um jogador que tem dificuldade de conviver com determinada situação. Por isso, é importante a ovação que ele recebeu.

Atenção de Portugal ao Flamengo
Como português, tenho muito orgulho por sentir que neste momento o Flamengo é falado todos os dias em todas as televisões portuguesas. Em Portugal, há uma rivalidade muito grande entre Benfica e Sporting. Treinei os dois e fico feliz por sentir que os torcedores de ambos estão orgulhosos do trabalho que estamos fazendo aqui. Maior satisfação que essa não existe. É para isso que trabalho. Para valorizar primeiro o Flamengo, segundo o futebol brasileiro e terceiro meu país, meus patrícios... Que têm orgulho do trabalho que estou fazendo.

Postura defensiva do Atlético não surpreende
O Atlético-MG foi uma equipe que não nos surpreendeu por observamos durante a semana o mesmo esquema. Foi assim contra o Palmeiras, chegaram a estar vencendo e pontuaram. É um esquema de jogo. Eles jogam com três centrais e gosto muito de enfrentar equipes desta maneira. Comandamos a partida e soubemos ganhar. Não ganhamos fácil. Pusemos as coisas mais fáceis durante o jogo. Foi uma equipe com muita juventude e os mais velhos transmitem muita segurança não só no jogo, mas durante a semana. Os mais velhos são treinadores e não preciso me chatear muito com esses mais jovens.

Aceitaria convite para Seleção?
Ninguém tem dúvidas de que é uma das melhores do mundo, tem os melhores jogadores e um excelente técnico. Estou fazendo meu trabalho no Flamengo. Vim com o objetivo esportivo no Flamengo. Não sei se vou alcançar, já estive mais longe. E esse é o meu foco.

Confiança nos jovens
Claro que tem que ser aos poucos. Não fiz pré-temporada e preciso lançá-los com muita responsabilidade. Tem o Reinier, acredito muito que o Vinicius vai ser um primeiro volante acima do normal. Aos poucos, temos acompanhado a base. O Flamengo foi campeão nacional Sub-17, tem talentos importantes. O futebol de base do Brasil cria jogadores com muita facilidade. Vamos aproveitando aos poucos os jovens e acreditamos muito neles.

Três meses de Flamengo
É uma equipe que em três meses parece que trabalha comigo há três anos. Isso é fácil pela qualidade dos jogadores.

Penso que vou deixar um legado não só no Flamengo, mas no futebol brasileiro. Nossa forma de jogar é totalmente diferente de todas as equipes. Não digo que é melhor ou pior, mas é minha. Só deixa raizes quem ganha. Vamos deixar muitas das ideias que trouxemos. Sentimos orgulhoso do nosso trabalho e também por estarmos no Flamengo.

Idolatria da torcida
Claro que sinto o carinho. Quem é que não gosta de ser acarinhado e reconhecido pelo trabalho? Todos nós, mas não me iludo. Tenho 30 anos de treinados e sei como é cruel, como se passa de besta a bestial. Estamos falando de paixão, que é o que eu sinto no Brasil. No Flamengo, é fora do comum. Me dá uma tristeza por ver todas as semanas torcedores invadidos CTs das equipes. A única equipe que isso não acontece é o Flamengo e o Santos, mas já aconteceu no aeroporto. Acho que esse não é o caminho. A paixão do clube não é só quando ganha, mas também sofrer com eles. Queria deixar aqui minha palavra: não trate assim os jogadores e as equipes. Não é assim que eles vão dar a volta. Essa é a única nota que me incomoda.

Perfil do Vitinho
O Vitinho é um jogador especial das suas características. É especial da forma que ele sente o aplausos positivo ou negativo. Ele foi muito importante para a vitória e para confirmar o talento que tem. Vem de um mês e meio parado, e é importante que recupere essa qualidade. Contra a Chapecoense serviu o Bruno, hoje serviu o Arão. Isso tudo é importante.

Qual o principal adversário do Flamengo?
Nada está conquistado. Já ganhei campeonatos a cinco jornadas do fim com cinco pontos de atraso e já venci com cinco pontos de avanço. Claro que os anos nos dão experiência e conhecimento para essas situações. Mas o que mais me incomoda é sempre o Flamengo no sentido de lesões e de estar em duas frentes. Não há reservas. O que me preocupa é isso, o que aconteceu com o Filipe Luís e com o Arrascaeta, são duas lesões prolongadas e acredito muito no nosso departamento médico. Espero que as recuperações possam sem mais rápidas e isso que faz a diferença.

Desgaste
Sobre estar cansado ou não estar cansado, vocês que convivem muito com isso. Se está cansado, ou não, ou não sei o quê.. Na Europa, vivemos a mesma coisa e não existe isso de tirar todo mundo. O treinador tem objetivos do clube, de conquistar títulos... Isso não existe. São formas de olhar o jogo que eu não tenho e meus jogadores também não.

Adversários têm medo do Flamengo?
Não têm medo, têm respeito. O Flamengo está em primeiro, apresenta um futebol com muita qualidade. Quero apresentar o treinador ao Atlético-MG, que tentou anular o adversário com respostas táticas e jogando. Não ficando no chão, fazendo faltas... Essa é minha mentalidade. Quero dar os parabéns.

Willian Arão
Já conhecia o Arão dos tempos de Botafogo, mas não com as qualidades que conheço hoje. Ele tem características que acho que deve ter um primeiro volante. Não vou falar muito dele, senão vão levá-lo para seleção. Ele hoje é um bom primeiro volante. Não quero dizer mais nada.

A equipe do Flamengo tem muita capacidade não somente tática, mas também individualmente.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget