Veja números de Bruno Henrique e Cebolinha e compare

GLOBO ESPORTE: A semifinal da Libertadores terá frente a frente dois dos principais atacantes do Brasil e que costumam colocar as defesas para correr. Velozes e dribladores, Everton Cebolinha e Bruno Henrique têm características parecidas e são referências de puxada de contra-ataque de Grêmio e Flamengo, que se enfrentam nesta quarta-feira, às 21h30, de Brasília, em Porto Alegre. Quando o jogo aperta, é bola neles.

Depois que estes atacantes se livram da marcação e colocam a bola na frente, fica difícil alcançar. O Centro de Excelência em Performance (CEP) do Flamengo registrou o recorde de 35,6 km/h de Bruno Henrique até agora, em Fla-Flu do Campeonato Carioca. Everton não fica muito atrás. A maior velocidade registrada pela fisiologia gremista durante um jogo foi de 34 km/h.

Foto: Divulgação
Xodó do Brasil na Copa América, o Cebolinha já ultrapassou esse ano o número de gols marcados em todo 2018. Fez 19 ao total contra 20 nesta temporada – 17 pelo Tricolor e três pela Seleção. Ainda persegue a marca com a camisa do Grêmio, mas estes já são seus melhores números na carreira.

É o maior driblador da Libertadores, com 51 dribles, com sobras sobre Nacho Fernández, do River Plate, segundo colocado na lista com 26 lances. É o artilheiro gremista na competição, com quatro gols, e também o líder de chutes, com 25. Todos esses números servem para deixar clara a importância de Everton para o Grêmio.

– Do meu lado só caem os mais rápidos, mas estou preparado. Joguei na Alemanha 15 anos, eu marquei oito anos todo dia o Robben e o Ribéry. Acho que prova melhor que essa não tem como (risos). Era todo dia treino contra os dois, então estou vacinado, não tem escolha para ninguém - disse o lateral Rafinha, que será um dos principais responsáveis por marcar Everton.

Bruno Henrique decisivo nas quartas contra o Inter

Bruno Henrique vive seu melhor ano na carreira. Ao marcar seu 19º gol na temporada, contra o Internacional, no Brasileiro, o atacante estabeleceu sua melhor marca, que havia sido em 2017, pelo Santos. E tem muitos jogos pela frente para melhorar estes números. Ele tem se mostrado decisivo principalmente nos jogos mais importantes.

Foi assim também na Libertadores. Nas quartas de final, fez os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o Inter, no Maracanã, e deu uma assistência no empate por 1 a 1, no Beira-Rio. Bruno Henrique fica atrás apenas de Gabigol (32) em número de gols no elenco rubro-negro. O bom desempenho fez com o técnico Tite o convocasse para Seleção para os amistosos contra Colômbia e Peru, no início de setembro.

- Como vamos parar o ataque do Flamengo? Eles também precisam se preocupar em como parar o nosso. Temos Everton, Luan, Tardelli, Pepê... Vamos fazer nosso trabalho e respeitar quem está do outro lado, e tenho certeza que eles respeitam quem está desse lado também - disse o lateral Cortez.

Como foram os 17 gols de Cebolinha no Grêmio este ano?

16 em finalizações dentro da área
1 em finalização fora da área
10 em finalizações de perna direita
6 em finalizações de perna esquerda
1 em finalização de cabeça

Como foram os 19 gols de Bruno Henrique pelo Flamengo este ano?

18 em finalizações dentro da área (sendo 7 na pequena área)
1 em finalização de fora da área
11 em finalizações de perna direita
4 em finalizações de perna esquerda
4 em finalizações de cabeça

Cebolinha e Bruno Henrique têm características parecidas e são referências de puxada de contra-ataque de Grêmio e Flamengo

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget