Bill, do Flamengo, justifica choro após gol pela Ponte Preta

GLOBO ESPORTE: O choro de Bill após o primeiro gol como profissional revelou mais que a emoção pelo momento durante a goleada da Ponte Preta por 4 a 0 sobre o Brasil-RS, na última terça-feira. As lágrimas do atacante revelado pelo Flamengo também carregavam o sentimento de alívio por ter superado um momento negativo e cobrança e a lembrança daqueles que te ajudaram nas horas de pressão e cobrança.

- É a realização de um sonho fazer um gol como profissional. Tive um momento ruim, de muita cobrança nessa instituição grande que é a Ponte, com coisas internas e extracampo. Quando cheguei, fiquei fora de algumas partidas, não tive tanta sequência. Minha família sempre me deu muita segurança, conselho, pedindo que eu tivesse paciência que a minha hora chegaria. Foi a lembrança disso que me emocionou - disse Bill, em entrevista exclusiva à EPTV, afiliada da Rede Globo.



Ainda que não tenha tido o destaque esperava na Macaca, Bill considerou a experiência válida, principalmente pelo primeiro contato de fato com o mundo profissional do futebol. Desde julho no Majestoso, ele fez 10 partidas pela Ponte na Série B.

- Foi uma questão de adaptação. Cheguei com grande expectativa de jogar, mas não tive tantas oportunidades. Fiz um jogo, fiquei duas semanas parado por questão física. Tomei um banho de água fria, foi um choque de realidade. É diferente de tudo, não só o jogo, mas a pressão, o extracampo. Agora já sei como lidar melhor.

- Para quem vê de fora acha que é só coisa boa, lado financeiro excelente, só vive de fama, de status. Quem acompanha futebol, quem trabalha com futebol sabe que tem de ter muita dedicação, abrir mão de coisas, ficar longe da família. Também foi um desabafo para ver se as pessoas entendem o nosso lado.

Promessa das categorias de base do Flamengo, o jogador de 20 anos está emprestado à Ponte Preta, com quem tem contrato até o fim do próximo Paulistão. O futuro, no entanto, ainda está em aberto.

- Ainda vou ver com o meu empresário o que vão resolver com as diretorias de Ponte e Flamengo. Ainda não sabemos quem fica, quem sai. Vamos conversar e ver o que é melhor para todo mundo. Qualquer um dos dois clubes eu vou estar bem servido.

As lágrimas do atacante revelado pelo Flamengo também carregavam o sentimento de alívio por ter superado um momento negativo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget