Com Jorge Jesus, Flamengo já quebrou 8 jejuns

COLUNA DO FLA: É inegável que o Flamengo vive um dos maiores momentos da sua história. Fazendo campanha inédita e avassaladora no Brasileirão e finalista da Libertadores, o Mais Querido vive a expectativa real de conquistar os dois maiores títulos da temporada. A arrancada rumo à liderança nacional e à final tem um marco em seu início: a chegada do técnico Jorge Jesus, ainda na metade de Junho. A vinda do português trouxe um futebol vistoso e inovador e não é só com posições e classificações que isto é provado – as marcas históricas quebradas também se acumulam.

Sob a batuta do Mister, o Flamengo já atingiu sua maior sequência invicta na história do Campeonato Brasileiro. Os times de Zico (1980) e Ronaldinho (2011) ficaram 17 partidas sem saber o que é uma derrota. Nesta quinta-feira (7), o elenco de Bruno Henrique e Gabigol venceu o Botafogo por 1 a 0 e chegou ao 18º jogo consecutivo sem perder.

Jorge Jesus - Foto: Alexandre Vidal
A vitória sobre o Alvinegro trouxe também duas outras marcas de uma só vez. Os três pontos na conta levaram o Flamengo a 74 na tabela de classificação – a maior pontuação da história do clube nos pontos corridos. A melhor marca anterior havia sido conquistada em 2018, quando o Fla teve 72 pontos. Também foi o primeiro triunfo do Rubro-Negro sobre o Botafogo como mandante desde 2009 – ano em que o Hexa foi conquistado.

O Botafogo não foi o único a ter esmagada uma marca em seu próprio estádio. O Flamengo de Jorge Jesus venceu o Athletico na Arena da Baixada pela primeira vez na história do Brasileirão. O Mais Querido não vencia o adversário em Curitiba pelo Campeonato Brasileiro há 45 anos.

Com o sucesso do estilo de jogo, o Flamengo acumula vitórias na competição – e também já superou marcas históricas neste quesito. A sete rodadas do fim da disputa, o Rubro-Negro já tem seu recorde de vitórias seguidas no Brasileirão – foram oito na sequência entre o jogo contra o Grêmio (3 a 1 em 10 de agosto) e a partida contra o Internacional (3 a 1 em 25 de setembro). O Mais Querido teve dez triunfos seguidos em casa e este também já é o maior número de vitórias consecutivas como mandante do clube no torneio.

E as fronteiras do Brasil não foram páreo para o espírito quebrador de recordes de Jorge Jesus. Na Libertadores, o Flamengo se livrou de dois tabus de décadas. Ao vencer o Internacional nas quartas de final, o Mais Querido voltou às semis depois de 35 anos – a última vez que tinha jogado a fase havia sido em 1974. A Nação que ficou agradecida com a marca chegou ao êxtase com o resultado: contra o Grêmio, o Rubro-Negro empatou em Porto Alegre e aplicou uma sonora goleada por 5 a 0 no Maracanã. A tão sonhada final, que não era encontrada há 38 anos, voltou a ser realidade.

Com o sucesso do estilo de jogo, o Flamengo acumula vitórias na competição – e também já superou marcas históricas neste quesito.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget