Fla executa planejamento 100% e chegará ao Mundial descansado

UOL: Com as taças da Libertadores e do Brasileiro no bolso, o Flamengo volta suas energias para a disputa do Mundial de Clubes, embora tenha pela frente três compromissos do torneio nacional a cumprir.

A 18 dias da estreia em Doha, no Qatar, contra o vencedor do duelo entre Al-Hilal (SAU) e Espérance (TUN), o Fla festeja as taças, mas celebra em paralelo a execução de um plano perfeito, que deu ao clube as conquistas e uma enorme antecipação para equilibrar o elenco até o último grande desafio da temporada.

Campeão ante o River Plate, o Rubro-Negro venceu o Brasileiro sem mesmo ter a necessidade de entrar em campo no último fim de semana. Com quatro rodadas de frente, o clube sacramentou a conquista e já começou o processo para equilibrar o grupo e ter todos nas pontas dos cascos no Qatar. Na goleada por 4 a 1 sobre o Ceará, Marí, Filipe Luís e Rafinha foram preservados. Suspenso, Gabigol foi outro que descansou na rodada.

Carreata do Flamengo pelo título do Flamengo - Foto: Divulgação
Como o técnico Jorge Jesus não é adepto da troca radical de time, a tendência na Gávea é que os jogos até o embarque sejam marcados por um equilíbrio maior de minutagem entre os jogadores, visto que restam apenas os recordes adicionais no Brasileiro como meta em âmbito doméstico. Diante do Palmeiras, domingo, às 16h, no Allianz Parque, o mais provável é que o artilheiro volte a campo, mas é bem pouco provável que todos os titulares sejam expostos.

"Minha concentração agora é nesse projeto do Mundial, nesse objetivo e no Flamengo. Vivo o ano mais lindo da minha carreira como treinador e quero desfrutar ao máximo", indicou Jesus.

Além de contar com tempo de sobra para se concentrar na missão pelo bicampeonato mundial, o Flamengo vê seus rivais mais perigosos com suas atenções divididas com outros objetivos. O Monterrey (MEX) disputa as fases decisivas do Mexicano, e, caso avance até a final, estará envolvido com partidas importantes até as vésperas do embarque. Ainda que haja uma fase preliminar para os latinos, a lógica aponta para um duelo entre mexicanos e ingleses na semifinal.

"Dos três objetivos que o Flamengo teve, o Mundial é o mais difícil. Qualquer adversário na final será do nível ou melhor do que o Flamengo. Nada vai desviar meu pensamento e da minha paixão até meu último dia no Flamengo. Depois vou pensar o que fazer da vida", afirmou Jesus, que disse crer que o Al-Hilal, seu ex-clube, será o primeiro adversário dos brasileiros.

Os sauditas, por sinal, foram treinados pelo português antes do acerto com o Fla. O comandante ressaltou conhecer bem a ex-equipe e lembrou que, exceção feita a Cuéllar, todos os outros jogadores foram levados por ele para lá. Os árabes entram em campo duas vezes até o início da disputa do Mundial.

Com a cabeça no Oriente, o Flamengo mantém sua rotina no Brasil até encerrar o calendário por aqui. Após um dia de folga, os atletas se reapresentam hoje de olho no duelo contra os palmeirenses. A reavaliação dos jogadores será decisiva para que a escalação dos titulares seja desenhada até o clássico diante do adversário.

A tendência na Gávea é que os jogos até o embarque sejam marcados por um equilíbrio maior de minutagem entre os jogadores.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget