Presidente do Flamengo justifica troca de país para final da Liberta

GLOBO ESPORTE: Presidente do Flamengo, Rodolfo Landim trata a decisão de mudar o local da final da Libertadores de Santiago para Lima como "a melhor solução possível". O cartola, que participou da reunião com ao lado de representantes da Conmebol e do River Plate nesta terça-feira, em Assunção, no Paraguai, diz que o que guiou a escolha dos envolvidos foi uma "questão humanitária" - uma onda de protestos assola a capital chilena há algumas semanas.

- O mais importante e a preocupação maior que tivemos o tempo todo ao longo desse processo foi a questão das pessoas, a questão humanitária. De que forma as pessoas iam poder trafegar em segurança, porque na verdade é uma responsabilidade muto grande levar tantas pessoas para a cidade. Nossa preocupação foi sempre de buscar as garantias do bem-estar de todos os torcedores que iam para lá - disse Landim em entrevista à "Fox Sports".

Rodolfo Landim, Presidente do Flamengo, e Caboclo, da CBF, na Conmebol - Foto: Divulgação
O presidente do Flamengo contou, por exemplo, que algumas opções colocadas na mesa consistiam em tirar a final da Libertadores da América do Sul.

- Depois de um longo balanço e da análise de todas as alternativas que surgiram, e surgiram alternativas dentro e fora da América do Sul, e havia também um interesse nosso de manter essa final aqui, a solução possível que surgiu para poder atender inclusive a manutenção da data, que era outra preocupação que nós tínhamos, foi a cidade de Lima.

- Nós temos todas as garantias, inclusive do próprio governo, de que o jogo vai transcorrer. Não só o jogo, mas eu diria a festa toda. Porque, na verdade, quando se faz uma final com jogo único, o que se busca não é apenas o jogo, mas uma grande festa. É esse o conceito que está se buscando agora para a final. E o local que se tornou possível foi Lima, disse.

Landim lamentou, ainda, o transtorno que será ocasionado para torcedores que já planejavam ir para Santiago, no Chile.

- O recado é o seguinte. Claro que a gente sabe dos problemas que eventualmente isso vai trazer para uma série de pessoas que tiveram acesso aos ingressos, algumas delas antecipadamente já tinham feito seus planos de viagem, com reservas de hotéis e tudo isso. Mas era algo necessário, concluímos que era algo necessário. Infelizmente a solução recaiu sobre outra cidade, a gente sabe dos impactos disso. O que a gente espera é que a torcida consiga estar lá presente para dar o apoio ao nosso time no dia 23 - afirmou o presidente rubro-negro, que, por fim, projetou as próximas semanas do Flamengo:

- A gente vai ter que trabalhar muito nisso, trabalhar todos os detalhes. O fato da data ter sido mantida também é algo importante, porque houve mudanças de tabelas que tivemos que fazer para nos adaptar a essa situação. É uma série de ações que temos que começar a detalhar a partir de agora.

O presidente do Flamengo contou, por exemplo, que algumas opções colocadas na mesa consistiam em tirar a final da Libertadores da América do Sul.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget