Um turno após lesão, Lincoln ressurge como herói no Flamengo

LANCE: Foram 102 dias sem atuar pelo Flamengo. O gol de Lincoln contra o Botafogo, que garantiu a vitória do Flamengo no Nilton Santos, pode significar um recomeço para o jovem atacante que, nesta temporada, sofreu com lesões. No clássico desta quinta, por exemplo, completava um turno inteiro do Brasileirão desde a última lesão muscular, justamente contra o Alvinegro, em 28 de julho.

Ainda com 18 anos, o centroavante recordou as dificuldades superadas neste ano - o seu terceiro entre os profissionais do Flamengo. - e celebrou o retorno.

- Esse ano não foi um dos melhores, tive duas lesões que me atrapalharam bastante, fiquei muito tempo parado. Procurei trabalhar muito para que, quando tivesse a oportunidade, aproveitasse da melhor maneira. No primeiro turno, contra o Botafogo, eu me machuquei e agora, no segundo turno, graças a Deus pude fazer o gol e garantir a vitória - afirmou Lincoln, camisa 29 do Fla.

Lincoln comemorando gol em Botafogo x Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Até então, eram 13 jogos e um gol de Lincoln em 2019 - contra a Chapecoense, em maio. Por isso, quando Jorge Jesus o colocou no lugar de Vitinho, faltando 13 minutos para o fim do tempo regulamentar, não agradou todos torcedores.

O jovem lida com a pressão de ser um dos promissores talentos formados no Ninho do Urubu, após o sucesso de nomes como Vinícius Jr e Lucas Paquetá.

LESÕES TIRARAM LINCOLN DE COMBATE

Lincoln não participou da pré-temporada do Flamengo, se apresentando à Seleção Brasileira em janeiro para a disputa do Sul-Americano da categoria.

O centroavante fez três gols em nove jogos, mas encerrou sua participação no torneio com uma lesão muscular na coxa esquerda. Foi o começo de um período longo entregue ao departamento médico no CT do Ninho do Urubu.

Pelo Flamengo, sob o comando de Abel Braga, Lincoln só voltou a atuar em 14 de abril. Até o dia 26 de maio foram outros sete jogos, sendo um como titular. Depois, foi acionado mais cinco vezes entre 12 de junho e 28 de julho, quando voltou a ter constatada uma lesão muscular na coxa esquerda pelo DM do Fla.

A previsão inicial era de um mês de recuperação, mas em agosto o atacante voltou a sentir dores e voltou etapas em seu trabalho junto com os médicos. Foram mais de três meses sem jogar uma partida oficial, nos quais fez um reequilíbrio e fortalecimento muscular, até que entrasse contra o Botafogo.

MISTER EXPLICA ENTRADA DO JOVEM
Agora, a tendência é de que Jorge Jesus dê mais minutos a Lincoln, jogador com características únicas dentro do elenco à disposição do treinador português.

O Mister justificou a entrada do jovem centroavante na etapa final do clássico.

- Precisava de um jogador com as características dele (Lincoln), precisava de um centroavante. E foi isso que fizemos. É um jogador que vinha de lesão, há duas ou três semanas tem dado retornos positivos nos treinos. Lancei, ele fez o gol e deu a vitória ao Flamengo - disse Jorge Jesus, que não vê Gabriel Barbosa ou Bruno Henrique como centroavantes fixos, após o confronto no Nilton Santos.

Até então, eram 13 jogos e um gol de Lincoln em 2019 - contra a Chapecoense, em maio.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget