Ao poupar, Mano mostra que não aprendeu nada com Jorge Jesus

BLOG DO MAURO CEZAR PEREIRA: Contra o Vasco, em São Januário, Mano Menezes levou a campo um time com sete reservas. Poupados, alguns titulares nem foram ao Rio de Janeiro. Diante do Fluminense, o técnico do Palmeiras voltou a escalar suplentes no Maracanã.

Venceu os vascaínos (2 a 1), perdeu para os tricolores (1 a 0). Poupou titulares para o duelo com o Flamengo neste domingo. Depois da derrota para o Fluminense, inacreditavelmente Mano disse que os rubro-negros também haviam preservado atletas para o jogo do Allianz Parque.

Foto: Divulgação
Ora, todos sabiam que os 4 a 1 sobre o Ceará foram no jogo de festa pelo título brasileiro, ganho de forma antecipada justamente porque o Palmeiras perdeu em casa para o Grêmio. Não atuaram jogadores suspensos, lesionados e fora da melhor condição.

Mano desafia a inteligência alheia com esse tipo de declaração. Mas além de não iludir ninguém, dá sinais seguidos de incapacidade quando diante do desafio de fazer o time do Palmeiras jogar um grande futebol.

O visitante passeou no campo palmeirense. Os 3 a 1 poderiam ser mais, tamanha disparidade entre os dois conjuntos. O placar agregado nos dois jogos do Brasileirão foi de 6 a 1. E na prática o Flamengo se poupou na etapa final, pois ainda tem uma viagem ao Catar e jogos valendo algo a disputar.

Após a derrota para os rubro-negros no Rio, Luiz Felipe Scolari foi demitido. Rapidamente demitido, junto com o diretor Alexandre Mattos, Mano Menezes nem teve tempo de pedir o boné, como fez no Cruzeiro após perder para o Internacional na semifinal da Copa do Brasil.

Venceu os vascaínos (2 a 1), perdeu para os tricolores (1 a 0). Poupou titulares para o duelo com o Flamengo neste domingo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget