Flamengo bate o Corinthians e mantém liderança do NBB

GLOBO ESPORTE O Corinthians recebeu neste sábado o Flamengo no ginásio Wlamir Marques, em São Paulo. As duas equipes tinham objetivos distintos. De um lado, o clube paulista, que abriu a rodada em sexto lugar, buscava o triunfo para se consolidar entre os oito primeiros e garantir a classificação para a Copa Super 8. Do outro, o Rubro-Negro, líder absoluto, com a missão de se isolar ainda mais na ponta da tabela do Novo Basquete Brasil (NBB). O Timão até começou melhor, mas, em um jogo de indas e vindas, viu os cariocas saírem com o resultado positivo por 72 a 68.

- A gente tinha todo o pretexto do mundo para vir aqui: "Ah, somos os primeiros". Mas eu estou feliz que o time se superou. No último quarto cresceu demais e vencemos - comentou Marquinhos.

Foto: Divulgação
O Corinthians atuou pela primeira vez no NBB na última temporada, após se sagrar campeão da Liga Ouro e garantir uma vaga na elite do basquete nacional. O confronto direto entre os dois times somente ocorreu em 2018/2019. Tanto no turno quanto no returno, o Flamengo levou a melhor. No terceiro embate, mais um triunfo do Rubro-Negro, que chegou a sete vitórias seguidas no campeonato. O Timão agora aguarda o término da rodada para saber se terá a vaga na Copa Super 8.

Nas estatísticas, destaque para o cestinha Ricardo Fischer, com 22 pontos. Além dele, pelo Timão, foram bem: Teichmann (11), Nesbitt (9) e Robinson (9). Pelo time do Flamengo, vale mencionar Marquinhos (15), Franco Balbi (14), Olivinha (13) e Mineiro (11).

O jogo
O Corinthians começou melhor na partida em seus domínios, com Ricardo Fischer certeiro nas bolas de três, e Teichmann bem no garrafão. A equipe paulista, aliás, teve os chutes de fora do garrafão como grande diferencial. Foram cinco tentativas e cinco acertos, sendo três de Fischer, um com Nesbitt e outro com Robinson. O placar do primeiro quarto ficou em 26 a 18.

No segundo, a equipe do técnico Gustavo De Conti se recuperou, encostando no placar logo no início. Com uma cravada de Léo, o Flamengo ficou a um ponto do Corinthians, forçando Bruno Savignani a pedir tempo. O time rubro-negro roubou três bolas e converteu dois ataques, o que foi o diferencial.

Com dois pontos de Graham, os cariocas assumiram a ponta. Mas foi Olivinha o grande destaque da reação rubro-negra, marcando cinco pontos e recuperando três rebotes. O duelo foi para o intervalo com placar de 42 a 33 (sendo que o Timão só fez sete pontos na parcial).

Na terceira parcial, o confronto ficou equilibrado. A defesa do Flamengo passou a não funcionar tão bem, e era a grande dificuldade da equipe rubro-negra. O Corinthians se aproveitou disso e conseguiu a virada. Gustavo De Conti, que tinha tirado Marquinhos e Olivinha, precisou recolocar os dois em quadra. Mas o Timão saiu com a vantagem para o quarto decisivo: 57 a 50.

Na quarta parcial, o Flamengo entrou com tudo, pois precisava reduzir a desvantagem. Balbi, que falhou bastante na terceira, foi quem abriu o placar com cesta curta. Mas Ricardo Fischer chamou a atenção. Com um segundo faltando para o estouro da posse alvinegra, marcou uma cesta sensacional. O americano Graham fez o Rubro-Negro encostar, e o erro de Humberto em seguida deu a oportunidade do empate para os cariocas. Marquinhos fez na linha de lances livres, deixando tudo igual. Mineiro virou recebendo livre de Olivinha no garrafão.

Fischer tentou de três, mas a bola, dessa vez, não entrou. O Rubro-Negro abriu quatro de frente e, na sequência, ampliou para seis. O Corinthians precisou pedir o árbitro de vídeo para confirmar dois lances livres, convertidos por Douglas Santos. Faltando pouco menos de 40 segundos, Fischer fez de três, reduzindo a desvantagem para três pontos.

O Flamengo desperdiçou sua posse sem definir, e Mineiro precisou fazer uma falta. A 3,6s, a arbitragem deu técnica, e Fischer foi para a batida, errando o primeiro dos três. Trocaram o batedor, e Robinson falhou nas duas chances. Em seguida, falta a favor dos cariocas. Mineiro errou na primeira, mas fez a segunda. Depois disso, não deu tempo para mais nada. Fischer até tentou fora do garrafão, mas errou novamente, e o Flamengo terminou com 72 a 68 no placar.

O Timão até começou melhor, mas, em um jogo de indas e vindas, viu os cariocas saírem com o resultado positivo por 72 a 68.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget