Gabigol revela crescimento com Jorge Jesus: "É um pai pra mim"

ESPN: Antes mesmo da final do Mundial entre Flamengo e Liverpool, neste sábado, o ano de 2019 ficará marcado na história de Gabigol.

O atacante foi campeão do Carioca, da Libertadores e do Brasileiro- sendo o maior goleador dos três torneios - e obteve inúmeras conquistas individuais.

Jogador que mais fez gols no Brasil na temporada, ele faturou o Prêmio ESPN Bola de Prata Sportingbet como centroavante, como artilheiro e também a Bola de Ouro, dada ao melhor jogador da competição.

Muito desse crescimento veio com a chegada do técnico Jorge Jesus à Gávea, em junho deste ano.

"Muita coisa me marcou da convivência com o Jorge Jesus. Ele é um pai para mim. Não somente para mim, mas para todos os jogadores", disse, ao ESPN.com.br.

Foto: Divulgação
E um pai às vezes precisa dar uma bronca. Após a expulsão de Gabigol na final da Libertadores contra o River Plate, Jesus ficou "alucinado" com seu pupilo. Nada que abalasse a ótima relação da dupla.

"Ele me falou muito sobre as coisas táticas também e as pessoais que guardo no coração. Eu conversei muito com ele, difícil destacar somente uma coisa", afirmou

A relação entre os dois poderia já ter começado no final de 2017, quando o atacante deixou a Inter de Milão.

"Queria ir para o Sporting. O mister [Jorge Jesus] ligou-me e chegamos a conversar com carinho. Mas acabei por ir para o rival, para o Benfica. E a Luz é muito linda. Fui muito feliz. Tive grandes companheiros, maravilhosos como o Luisão, o Jonas, o Rafa e o Pizzi. É um grupo muito bom e torço muito por eles", afirmou o jogador à Antena1.

Revelado pelo Santos, Gagibol chegou ao time principal com apenas 16 anos. Depois de várias temporadas de destaque na Vila Belmiro - e o título olímpico de 2016 pela seleção - ele foi vendido para a Internazionale.

Em Milão, porém, o jogador não conseguiu brilhar. Teve uma passagem precoce e extremamente criticada, sendo eleito o pior estrangeiro da Itália. Ele fo emprestado para o Benfica, no qual teve poucas chances.

"Não me deixaram jogar! Joguei somente algumas vezes e até consegui marcar um gol, mas não me deram muitas oportunidades", declarou o atacante, que disputou apenas cinco partidas pelos Encarnados.

De volta ao Santos, no ano passado, Gabigol renasceu. Virou artilheiro do Brasileiro e foi cedido para o Flamengo no começo deste ano.

Na Gávea, ele virou ídolo, ganhou sósia e imortalizou suas comemorações. Os torcedores rubro-negros cansaram de imitar os gestos e levar o famoso cartaz: "Hoje tem gol do Gabigol!"

Herói na final da Libertadores contra o River Plate, o atacante de 23 anos marcou os dois gols nos minutos finais do segundo tempo na vitória de virada por 2 a 1.

No Mundial, o artilheiro ainda não balançou as redes na semifinal contra o Al Hila. Estaria guardando para a decisão contra o Liverpool?

Muito desse crescimento veio com a chegada do técnico Jorge Jesus ao Flamengo, em junho deste ano.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget