No Flamengo, Arrascaeta deixa para trás desejo de jogar na Europa

O DIA: Por Venê Casagrande

Arrascaeta é daqueles jogadores discretos, que costumam agir mais do que falar. A característica fria destoa do que a torcida do Flamengo costuma gostar dentro de campo, mas a qualidade técnica sobressai e fez com que o uruguaio caísse nas graças dos rubro-negros. Depois de um começo de temporada não muito animador, passando vários jogos no banco de reservas, o meia deu a volta por cima após a chegada de Jorge Jesus e se transformou em peça fundamental para o time. Para quem duvida, os números comprovam: 16 gols e 17 assistências, em 48 jogos, e campeão do Estadual, do Brasileiro e da Libertadores.

Em entrevista ao Jornal O Dia, o comportamento não foi diferente. Calmo, mas com muita classe nas palavras, o uruguaio foi ao ataque, driblou as polêmicas e emendou: 'O Flamengo é o melhor time da América. Conquistamos isso e temos propriedade para falar'.

Everton Ribeiro, Piris da Motta, Arrascaeta, Gabigol e Filipe Luís no Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Você tatuou a taça da Libertadores. Vai tatuar a do Brasileirão também?
Ganhar a Libertadores era um sonho que eu tinha desde criança. Por isso que eu fiz a tatuagem. É muito especial para mim. A taça do Brasileirão não vou tatuar.

E caso ganhe o Mundial?
Tampouco. Como eu disse, a da Libertadores é muito significativa. Com certeza o Mundial vai ser muito importante, mas, para nós da América, a Libertadores é diferente.

O Flamengo tem muitas chances de conquistar o Mundial?
Temos, sim. O nosso elenco é muito bom. O Flamengo vai enfrentar o melhor time de cada Continente. Temos que estar preparados para tudo nesta competição.

A última derrota do Fla no Maracanã foi justamente quando você ficou no banco de reservas, contra o Peñarol, e a torcida pedindo a sua entrada. O que passou pela sua cabeça naquele momento?
O jogador tem que estar preparado para tudo. Eu precisava de uma adaptação aqui. Não comecei jogando, mas treinei da melhor forma. Todos ficaram frustrados naquele jogo, com a derrota. Mas agora é passado.

Ficou feliz com a saída de Abel Braga e a chegada de Jesus?
A gente sabia que estava vindo um grande treinador da Europa, com uma metodologia de jogo totalmente diferente. Ele conversou comigo ao chegar aqui, me deu mais confiança e eu consegui desenvolver o meu futebol.

Os técnicos brasileiros precisam se reciclar e evoluir?
Eu acho que cada treinador tem a sua metodologia de jogo e estilo. Tem treinador que gosta de defender, tem outros que são muitos táticos. Acho que o trabalho do Jorge vai deixar muito aprendizado para o futebol brasileiro. Ele está todo dia pensando o melhor para o seu time e encontrou um elenco muito qualificado.

O que achou da homenagem de um torcedor ao colocar o nome do filho de Vitor Gabriel Arrascaeta?
A gente fica com uma gratidão enorme. Estamos ficando marcados na vida das crianças por estar vivendo esse momento no Flamengo. A gente conquistou a Libertadores, o que foi muito importante e será inesquecível para muitos torcedores.

Recado para o torcedor:

Quero agradecer o carinho. Gratidão enorme em ser homenageado e pelo esforço para acompanhar e apoiar o Flamengo.

O Cruzeiro, seu ex-clube, está muito perto de ser rebaixado. Você torce pela permanência?
Com certeza. Deixei muitos amigos por lá. Fico muito triste pela situação e momento. Obviamente estou torcendo para que o Cruzeiro consiga ficar na Série A. Tenho falado com eles, sim. Tenho muitos amigos por lá. O momento é muito difícil, mas no futebol você precisa ficar preparado para tudo.

Thiago Neves disse que você não daria certo no Flamengo por ser tímido. Hoje você é o destaque do time e ele está afastado no Cruzeiro. Tem conversado com ele?
Como eu falei, a gente é muito amigo. Fizemos uma grande parceria no Cruzeiro. Eu não tenho que falar e apenas jogar futebol para dar alegria aos torcedores. Apenas isso.

Atmosfera dentro do campo na partida contra o River:
A gente não conseguiu fazer o nosso jogo. O tempo foi passando... foram dois lances incríveis. Em nenhum momento a gente deixou de acreditar na virada. Sabíamos que poderíamos conseguir a virada.

Sintonia entre você, Bruno Henrique e Gabigol:
Eu falo sempre. O nosso elenco tem muito jogador qualificado. O Gabi e o Bruno estão em grande fase. A gente treina para isso. A gente se entende muito bem e sabemos o que cada um vai fazer em campo, sabemos os movimentos.

Vocês, jogadores, pedem a Jesus que ele não saia no fim da temporada?
A gente sabe que quando se faz uma grande temporada, como ele fez, com certeza chegam grandes propostas, mas a gente não pode fazer nada sobre isso. Podemos apenas torcer para que ele fique. A nossa forma de jogar com ele é perfil de ganhar do que perder. Mas a partir disso temos que saber que o momento é muito bom para ele.

O que seria mais importante para você: ganhar Libertadores ou uma Copa do Mundo pelo Uruguai?
Copa do Mundo é o máximo que podemos sonhar, ainda mais com a sua Seleção. Todo jogador pensa em vestir a camisa do seu país, imagina ganhar uma Copa do Mundo? Sensacional.

Um time uruguaio não chega à final de uma Libertadores desde 2011. Por quê?
Eu acho que, pela parte da infraestrutura e os elencos, os times uruguaios não têm tanta potência. Eu acho que os times brasileiros e argentinos estão um pouco na frente dos uruguaios nestes sentidos.

Sonho de jogar na Europa?
Quando eu era mais novo, a minha vontade era maior. Hoje estou em um grande clube e me sentindo muito bem. Não vejo essa necessidade como era antes.

Tinha sonho de jogar em um time europeu específico?
Tinha, mas hoje em dia nenhuma preferência.

Filipe Luís disse que o time do Flamengo é do c... Bruno Henrique falou que o Flamengo está em outro patamar. E para você. O que é o Flamengo?
O Flamengo é o melhor time da América. Conquistamos isso e temos propriedade para falar. Temos que respeitar os adversários, mas a gente respeita os rivais e entramos para vencer.

Recordes de públicos do Flamengo na temporada?
A gente tem muita gratidão. A gente sabe que o torcedor tem sido fundamental. É bom demais receber esse calor, esse carinho.

Calmo, mas com muita classe nas palavras, o uruguaio foi ao ataque, driblou as polêmicas e emendou: 'O Flamengo é o melhor time da América.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget