Diego diz ter recusado propostas para permanecer no Flamengo

COLUNA DO FLA: Diego Ribas chegou ao Flamengo em 2016 e viveu todo o processo de reestruturação do clube. Enquanto a parte administrativa era colocada em ordem, o futebol não vivia seu melhor momento. Resultados frustrados e eliminações precoces irritaram os torcedores, que nunca deixaram de protestar. Durante esse tempo, Diego, por ser o camisa 10 e um dos líderes da equipe, sempre foi um dos jogadores mais cobrados do elenco e passou por ‘dificuldades’. Em entrevista, o meia afirmou que teve muitas possibilidades de deixar o Rubro-Negro.

– Eu escolhi o Flamengo várias vezes. Em todos esses momentos de dificuldade, eu sempre tive possibilidades de ir embora. Propostas boas, clubes bons também queriam me levar. Só que eu vim com esse sonho e objetivo de ir até o fim e de conquistar o tão sonhado título. Isso, pra mim, não foi fácil, mas eu consegui -, ressaltou, em entrevista ao canal De Sola.

Diego, do Flamengo - Foto: Staff Images
Quando chegou ao Rio de Janeiro, Diego Ribas viu um mar de gente o aguardando no aeroporto. Nos braços da Nação, o camisa 10 chegou como uma das maiores estrelas do elenco e, obviamente, a situação deixou a expectativa dos torcedores nas alturas. Com os más resultados do Flamengo em campo, o camisa 10 viu a Maior Torcida do Mundo protestar por melhorias e pedir ‘comprometimento’. Em três anos de clube, o meio-campista não teve uma vida fácil, mas enfrentou os obstáculos e escolheu defender o Manto Sagrado, mesmo recebendo ‘boas propostas’ para partir.

Ao final da temporada passada, Diego superou uma lesão grave e conseguiu realizar o seu sonho de conquistar um título. A escolha de permanecer no Mais Querido foi coroada com um ano mágico. O camisa 10, que ficou afastado dos gramados por mais de três meses, entrou em campo na final da Libertadores, contra o River Plate, e mudou o jogo. Dos pés de Diego saiu o lançamento que originou o gol de empate e deu esperança aos 40 milhões de torcedores que sonhavam com o bicampeonato. O capitão do Mengão, ao lado de Everton Ribeiro e Diego Alves, levantou as taças do Campeonato Brasileiro e da Copa Libertadores da América, e encerrou 2019 com uma tríplice coroa na bagagem.

Diego, por ser o camisa 10 e um dos líderes da equipe, sempre foi um dos jogadores mais cobrados do elenco e passou por ‘dificuldades’.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget