Flamengo não considera elenco fechado após reforços

TORCEDORES: Allan Abi Madi

A diretoria terá mais uma rodada de negociação com a Inter de Milão para garantir que Gabriel Barbosa fique em definitivo na Gávea.

Ainda existe uma divergência de valores do que o clube italiano pede para quantia que o Flamengo quer desembolsar pelo artilheiro do time em 2019.

Confirmando todos os reforços e a permanência de Gabigol o elenco estaria fechado? Não necessariamente!

A diretoria pode não admitir, mas segue atenta para oportunidades que possam surgir, principalmente na lateral-direita.

Marcos Braz, Gustavo Henrique e Bruno Spindel no Flamengo - Foto: Paula Reis
Inicialmente, a ideia era adquirir Orejuela em definitivo, por conta do baixo valor da transferência por um jogador jovem, com potencial.

Como o Cruzeiro exerceu a compra, o Flamengo passou a procurar uma nova oportunidade no mercado. Um lateral que se encaixe na forma de jogo de Jorge Jesus.

Dirigentes do Fla entraram em contato com alguns empresários do mercado sul-americano, mas nenhum nome empolgou, principalmente pelo custo-benefício.

Como seria o caso de Marcelo Herrera, lateral do San Lorenzo, mas o clube argentino só negociaria por um valor considerado alto.

A ideia inicial é avaliar João Lucas e principalmente Matheus França, conhecido como Matheusinho.

O jovem chegou do Londrina, onde atuou no time profissional, para ser um dos destaques do Flamengo no sub-20. Existe grande expectativa com o jogador.

Enquanto analisa o desenvolvimento de João Lucas e Matheuzinho nos primeiros jogos do ano, a diretoria do Flamengo, com ajuda do Centro de Inteligência e Mercado, procura outra opção.

O clube entende que para os primeiros meses, os dois jovens laterais podem ser opção para Rafinha, titular absoluto da posição.

Na entrevista de apresentação do atacante Pedro Rocha, o Vice de futebol Marcos Braz falou sobre a lateral-direita.

– Neste momento, não temos nenhum processo andando em relação à lateral direita. Rodinei foi para o Internacional, mas o Flamengo, como falei brincando na semana passada, não é a Seleção Brasileira: requisitamos e eles vêm. Não há nenhuma negociação em andamento.

Para o gol, não tem uma procura, mas um olhar no mercado. Tanto que o goleiro Ivan, destaque da Ponte Preta e na seleção olímpica, é monitorado desde 2019.

Sem ser prioridade, um meia-armador também é uma posição observada. A princípio, Arrascaeta e Everton Ribeiro terão jogadores com características diferentes no banco.

Os outros meias do elenco, Gérson e Diego Ribas, atuaram mais atrás em 2019. Com a saída de Reinier para o Real Madrid, podem atuar pelo setor: Vitinho, Pedro Rocha, Bruno Henrique e Michael.

Marcos Braz confirmou que o clube continua olhando opções no mercado.

– Eu venho falando isso: o Flamengo sempre está atento ao mercado. Mas não é porque vai ter jogos na Copa América que temos obrigatoriedade para sair contratando e fazer essas reposições. Nenhum jogador que contratamos até agora foi para isso – disse após a apresentação de Pedro Rocha.

Resumindo: a diretoria rubro-negra pode até falar em “elenco fechado” nos próximos dias, mas segue atenta ao mercado e nas oportunidades que possam surgir.

Sem ser prioridade, um meia-armador também é uma posição observada.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget