Marra critica canto de assassino do Fluminense: "Falta humanidade"

UOL ESPORTE VÊ TV: O canto da torcida do Fluminense durante o clássico contra o Flamengo, ontem, pelo Campeonato Carioca, incomodou Mário Marra. Presente no Sportscenter desta quinta-feira, o comentarista repudiou os gritos de "time assassino" proferidos pelos tricolores, relembrando a tragédia no CT Ninho do Urubu, em fevereiro do ano passado, que vitimou 10 jovens.

Chamando a provocação dos tricolores - que venceram o rival por 1 a 0 - de 'mesquinha', o jornalista lembrou que o rubro-negro, por conta das férias do grupo principal, iniciou o Carioca com jogadores do Sub 20, que podem ter convivido com as vítimas do incêndio. Mesmo assim, Marra cobrou mais agilidade ao Flamengo para fechar os acordos com as famílias.



"Acho que o Flamengo tem que procurar fazer os acordos da forma mais rápida possível. São pessoas que estão passando dificuldade, e o que aconteceu não é uma coisa que possa perdurar. Agora, ali, acho que a gente precisa interpretar. Algumas pessoas da torcida do Fluminense cantando aquilo, essas pessoas não estão preocupadas com a justiça, mas estão preocupadas em desestabilizar alguém, e aí, eu acho mesquinho. Se fosse uma reivindicação em favor das famílias, eu não acharia mesquinho, mas, ali, era apenas para desestabilizar jogadores", disse Marra.

"E outra coisa, é preciso fazer uma diferenciação: Time, são aqueles jogadores, clube é outra história. Com isso, não estou falando que o Flamengo seja um clube assassino. Só estou lembrando que aqueles meninos que estão em campo, é muito cruel para eles. Eles são da base do Flamengo, alguns conviveram com aqueles outros que morreram. Acho que falta humanidade", completou.

Invicto, o Fluminense volta a campo neste sábado, às 19h, para encarar o Boavista.

Eles são da base do Flamengo, alguns conviveram com aqueles outros que morreram. Acho que falta humanidade.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget