Presidente do Fluminense questiona volta de Pedro ao Flamengo

O GLOBO: A ida de Pedro para o Flamengo criou um Fla-Flu nas redes sociais. Enquanto rubro-negros desejaram boa sorte ao atacante, que chegou ao Rio nesta sexta para a realização de exames, tricolores demonstraram ressentimento com o antigo xodó. Mas, nas Laranjeiras, não se fala em frustração. Pelo contrário: o presidente Mário Bittencourt tratou do caso com normalidade e já fez as contas de quanto o Fluminense pode faturar com a operação.

O dirigente lembrou que o clube das Laranjeiras tem direito a uma fatia do valor a ser pago pelo Flamengo numa eventual compra do atleta da Fiorentina-ITA e até mesmo do 1 milhão de euros (R$ 4,6 milhões) que os rubro-negros pagarão pelo empréstimo de um ano. Depois de vender para os italianos 30% de sua participação nos direitos do atacante, o Fluminense manteve 20%. Em acordo feito com o Artsul, que detinha os outros 50% antes da transferência para a Europa, os tricolores se comprometeram a dividir pela metade o que receberem pelo centroavante.

- É uma situação normal do futebol. O Pedro foi vendido por nós para a Fiorentina. O Flamengo tinha interesse, mas nós entendemos que não era uma boa a venda para o Flamengo. Agora, ainda não fui notificado oficialmente (do empréstimo). Até porque devo ser. Ainda temos 20% do atleta. Como disse naquela época, o jogador saiu por 11 milhões de euros. Mas exigi que a parte do Fluminense fosse no mínino de 8 milhões. Então, em tese o clube vendeu por 16 milhões de euros. Fez 8 milhões na primeira parcela e agora tem direito a receber valores tanto se o Flamengo pagar pelo empréstimo como numa nova compra. A gente tem direito, inclusive, de permanecer com nosso percentual. Exemplo: se o Flamengo comprá-lo, a gente pode permanecer com o percentual numa futura venda - afirmou o presidente tricolor, que já fez as contas do quanto pode cair na conta do clube com a transferência para o rubro-negro:

Mário Bittencourt - Foto: Lucas Merçon
- Falando de uma possível vinda para o Flamengo, o Fluminense estaria recebendo no total mais de 10 milhões de euros pelos 50%. Se você fizer as contas de que recebeu 10, 11 milhões por 50%, então você fez uma venda por 20 milhões. Seria, sim, a maior venda em termos numéricos da história do clube.

Empolgação à parte, Bittencourt não perdeu a oportunidade de colocar uma pulga atrás da orelha dos rubro-negros. Ele alertou para o fato de o atacante retornar ao Brasil menos de seis meses após sua transferência.

- Há que se entender porque o atleta está voltando tão rápido. Ele não ficou nem seis meses na Europa e não performou lá. Mas quem tem que fazer essa avaliação é quem está contratando, o Flamengo - concluiu o dirigente, antes de dar o assunto por encerrado:

- Essas coisas são do futebol. Lembro que em 1989 o Bebeto saiu do Flamengo para jogar no Vasco. Ele (Pedro) não saiu direto do Fluminense para o Flamengo. Foi para a Europa e voltou contratado. Essa hipótese pode acontecer em várias situações. Mas devemos olhar para a frente. O Fluminense tem vários outros jogadores. Vai formar muitos outros Pedros. E vida que segue.

Ele alertou para o fato de o atacante retornar ao Brasil menos de seis meses após sua transferência.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget