Willian Arão, do Flamengo, terá de pagar R$ 6 milhões ao Botafogo

COLUNA DO FLA: Botafogo e Willian Arão se enfrentam na justiça e movem um processo por reparação de perdas e danos. Em outubro de 2019, o Alvinegro venceu a causa no Tribunal Superior do Trabalho, e Arão foi condenado a pagar quase R$4 milhões de indenização. De acordo com a Rádio Tupi, em 2020, o Botafogo espera receber o valor com juros e correção monetária, chegando a cerca de R$ 6 milhões.

O veículo ainda afirma que o volante entrou com um recurso contra a decisão de indenizar o Botafogo. O clube, por sua vez, aguarda o julgamento do processo, e espera receber a reparação por perdas e danos até o meio de 2020.

Willian Arão com troféus da Libertadores, Brasileiro e Carioca pelo Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
Em 2015, Arão e o Botafogo assinaram um contrato com renovação automática. Caso o clube depositasse R$400 mil, o vínculo seria renovado por mais um ano. Segundo o Globo Esporte, em novembro daquele ano, o Alvinegro chegou a fazer dois depósitos no valor, para garantir a renovação. No entanto, o volante já desejava jogar no Flamengo e devolveu o dinheiro ao antigo clube. Desde então, o caso segue na justiça.

Willian Arão chegou ao Flamengo em 2016 e passou por altos e baixos durante esses anos. Todavia, o volante mudou completamente com a chegada de Jorge Jesus, se tornando um dos principais nomes da equipe principal. Titular absoluto do meio campo do Mais Querido, Arão terminou 2019 com três títulos na bagagem e se reapresenta no próximo dia 27, com o restante do elenco.

O Alvinegro venceu a causa no Tribunal Superior do Trabalho, e Arão foi condenado a pagar quase R$4 milhões de indenização.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget