"A gente chora por eles também", diz Gabigol sobre os garotos

GLOBO ESPORTE: Após abrir o placar na vitória do Flamengo por 2 a 0 sobre o Madureira, no Maracanã, Gabigol trocou a típica comemoração pelas mãos unidas em sinal de oração. Foi uma da série de homenagens aos dez garotos que morreram no incêndio no Ninho do Urubu, que completou um ano exatamente neste sábado.


Foram diversos os tributos aos "Garotos do Ninho" dentro e fora do Maracanã. Nos arredores, flores e faixas foram colocadas perto de muro com o rosto das vítimas da tragédia. Nas arquibancadas, os torcedores rubro-negros levaram faixas com o rosto e os nomes dos 10 jovens. Os jogadores entraram em campo com uma camisa branca com a expressão “Nossos 10” e jogaram com os nomes dos garotos nas costas. Além do minuto de silêncio, as torcidas organizadas ficaram 10 minutos sem cantar, para depois entoar “Garotos do Ninho”.


Gabigol e Pedro no Flamengo - Foto: Pedro Vale
- A gente sentiu, ouviu as homenagens. A gente chora por eles também. Mas as homenagens foram lindas também - disse o atacante.


O Flamengo entrou em campo com uma camisa branca com a expressão “Nossos 10” e jogaram com os nomes dos garotos nas costas.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget