Após tragédia, Flamengo corrige erros legais e vira exemplo

GLOBO ESPORTE: A tragédia no Ninho do Urubu, que deixou dez meninos mortos e três feridos há um ano, aconteceu justamente no momento em que o Flamengo fazia a transição de uma estrutura provisória para uma mais moderna e confortável. Na semana seguinte, os atletas da base já passariam a utilizar o alojamento que em 2018 era destinado aos profissionais.

Os contêineres que serviam de dormitório ficaram no passado e deram lugar a um alojamento de alto nível, em um complexo espaçoso com academia, piscina para tratamento de lesões, refeitório e departamento médico, além dos campos de qualidade.

- Funcionávamos nos módulos habitacionais, mas, no fim de 2018, já tínhamos o planejamento de nos transferirmos para o atual prédio, que era ocupado pelo time profissional. A estrutura que temos aqui é nível "top". Todas as instalações... inclusive estamos fazendo a customização para dar a cara do Flamengo e incentivar os meninos. A estrutura física foi um salto muito grande que demos - disse Eduardo Freeland, diretor da base.


Do incêndio, dia 8 de fevereiro, até a primeira noite no novo alojamento, dia 4 de junho (assista no vídeo acima), foram meses de treinos fora do Ninho e de hospedagem em hotéis. Dentro de campo, a garotada fez muito sucesso. Foi o ano mais vitorioso da história do clube, com 27 títulos em 12 categorias diferentes.

Atualmente, são quase 140 funcionários na base do Flamengo. Uma das adaptações feita após a tragédia foi o aumento do número de monitores. Antes eram quatro. Hoje são sete, e sempre dois permanecem durante a noite.

- Não existe uma regulamentação. Seguíamos apenas recomendações. Aumentamos o número para cada vez mais olharmos para o indivíduo - disse Freeland.

O local onde o antigo alojamento pegou fogo também foi totalmente modificado. Hoje, virou estacionamento para os jogadores e funcionários do departamento de futebol profissional. Existe também o projeto de construir no terreno do CT uma capela que terá uma homenagem aos meninos que morreram.

No local do incêndio foi construído um estacionamento — Foto: Fred Huber

Clube melhora a gestão do CT

A diretoria do Flamengo também foi em busca de regularizar a situação do CT. Para reabrir o local, o clube assinou um Termo de Ajuste de Conduta (TAC), com diversas exigências. Em vídeo divulgado na última semana, o vice geral e jurídico Rodrigo Dunshee de Abranches comentou o tema:

- Tínhamos duas vertentes principais. Uma de documentação e outra da Vara da Infância e do Adolescente. Da documentação, tinha a questão do Corpo de Bombeiros e Prefeitura, e elas foram sanadas, totalmente resolvidas. O Flamengo tem toda a documentação. Sobre a Vara da Infância e Adolescência, fizemos um TAC prevendo medidas de segurança, educação, saúde, acompanhamento psicológico... Tudo que já tínhamos, com o aprimoramento sugerido pelo MP. Esse TAC tem um acompanhamento perene. Está tudo certo. O juiz homologou - disse o dirigente.

No mesmo vídeo, o CEO do Flamengo, Reinaldo Belotti, comentou sobre o Habite-se, dado pela Prefeitura, e afirmou que atualmente o Ninho do Urubu tem uma gestão melhor no dia a dia.

- Além do alvará, conseguimos o Habite-se. Hoje, o Ninho do Urubu tem os dois dados pelos órgãos competentes, seguindo tudo o que era necessário. Recentemente a Vigilância Sanitária esteve aqui e também passamos com louvor, sem qualquer tipo de observação. Criamos uma diretoria, um responsável único pelo Ninho que responde por todas as questões administrativas, segurança, meio ambiente... Melhorou e muito a gestão do Ninho do Urubu - disse Belotti.

Diretoria do Flamengo faz esclarecimentos sobre a tragédia do Ninho do Urubu

Em contato com o GloboEsporte.com, o Corpo de Bombeiros informou que o processo de regularização ainda está em andamento. A Prefeitura afirmou que deu ao Flamengo o Habite-se provisório, e que o definitivo só será possível assim que as obras no Ninho forem concluídas.

Posicionamento do Corpo de Bombeiros:

"O processo de regularização junto ao Corpo de Bombeiros está em andamento. O Flamengo assinou um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) junto à corporação para a execução das medidas regularizadoras contra incêndio e pânico previstas em lei. O prazo para conclusão é dezembro de 2020.

Importante esclarecer que o Certificado de Aprovação (CA) só é emitido pela corporação após o cumprimento de todas as exigências".

Posicionamento da Prefeitura do Rio de Janeiro

" Ainda não foi entregue o Habite-se definitivo. Não foi concedido pois existem dois blocos ainda a serem construídos. Há uma licença em vigor para estes blocos.

Uma nova vistoria para o Habite-se definitivo será realizada quando foram concluídas as obras com licença em vigor".

Os contêineres que serviam de dormitório ficaram no passado e deram lugar a um alojamento de alto nível.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget