Final entre Flamengo e Athletico-PR divide torcida de Kleberson

GLOBO ESPORTE: O ex-jogador e pentacampeão Kleberson não esconde que o coração fica dividido quando Athletico e Flamengo vão se enfrentar. Desta vez, os times vão disputar a Supercopa do Brasil, no domingo, às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília. O ex-jogador irá entregar a taça para o campeão.

Revelado na base no PSTC, em Londrina, Kleberson iniciou como profissional no Athletico. Pelo Furacão foi campeão brasileiro em 2001 e em 2002 foi para a Copa como uma das surpresas na lista de Felipão, sendo titular na conquista do penta. No Flamengo, ele também foi campeão brasileiro, em 2009, e disputou a Copa de 2010.

Foto: Ivan Raupp
Em conversa com o GloboEsporte.com em Londrina, antes de participar de um jogo festivo, Kleberson disse que sempre está na torcida pelos dois times e destaca o "ano mágico" vivido por ambos em 2019. Para ele, Flamengo e Athletico estiveram muito acima dos adversários no Brasil na última temporada.

– Fico com o coração dividido sempre que os dois vão se enfrentar. Eu tive um 2019 mágico, vi os dois times infinitamente à frente dos outros no Brasil. Isso para mim é inesquecível. Fico feliz por ter feito parte da história dos dois. Sempre torço para que eles tenham um caminho vitorioso.

Questionado sobre quem leva a melhor na Supercopa, Kleberson evita indicar um favorito, mas não tem dúvida de que será um grande jogo:

– É difícil dar um palpite, os dois estão diferentes. O Athletico está começando agora a disputar os jogos mais importantes, digamos, por não jogar o Paranaense todo com o time principal. O Flamengo está vindo de um período longo de férias, os jogadores se adaptando. É difícil apostar um ganhador para esse jogo. Mas com certeza vai ser um dos melhores jogos deste começo de temporada – comentou.

Treinador
Kleberson pendurou as chuteiras em 2017. Agora aos 40 anos, ele mora nos Estados Unidos, onde dá os primeiros passos na carreira de treinador. O trabalho atual é como assistente técnico do sub-19 e treinador na categoria sub-12 do Philadelphia Union, equipe da MLS.

– Está sendo muito interessante. Eu nunca imaginava que seria um treinador, que seguiria esse caminho. Escolhi ser treinador e estou muito feliz com o que venho fazendo. Estou aprendendo muito com outros treinadores e dentro do meu clube, principalmente nos Estados Unidos, como eles formam e preparam os times. Espero que essa carreira seja tão vitoriosa como fui jogando – disse.

A Supercopa do Brasil, entre Flamengo (campeão brasileiro) e Athletico (campeão da Copa do Brasil) está marcada para o próximo domingo, às 11h, no Mané Garrincha, em Brasília.

O título também será atrativo do ponto de vista financeiro para os clubes. Ao todo serão distribuídos R$ 7 milhões: R$ 5 milhões para o campeão, e R$ 2 milhões para o vice.

No Flamengo, ele também foi campeão brasileiro, em 2009, e disputou a Copa de 2010.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget