Gabigol volta ao Flamengo com recordes a bater

UOL: De volta ao antigo lar, Gabigol vestiu novamente rubro-negro. Comprado por cerca de R$ 76 milhões, o artilheiro foi reapresentado ontem (1º) pelo Flamengo em uma condição bem diferente daquela do dia 11 de janeiro de 2019, quando pisou pela primeira vez no Ninho do Urubu. Na ocasião, o atacante fez promessas que se tornariam realidade nos meses seguintes. Se repetir o feito neste ano, vai quebrar mais recordes e se consolidar na história do clube.

"Espero retribuir com uma grande entrega. Quero fazer gols e ser campeão... A minha história com a camisa do Flamengo começa a ser escrita agora. E espero que ela seja muito feliz", disse ele.

Gabigol em apresentação no Flamengo - Foto: Paula Reis
Ao lado do diretor Bruno Spindel, do vice de futebol Marcos Braz e do CEO Reinaldo Belotti quando foi apresentado no ano passado, o centroavante elogiou os companheiros, mas pediu responsabilidades divididas sobre um elenco que tentaria interromper a seca de títulos de relevância.

"A pressão não é só sobre mim, é sobre o elenco. Quem tem que fazer gol é o time inteiro, não só o Gabriel. Esse peso tem que ser levado para o lado bom. Quando estamos soltos, as coisas acontecem mais facilmente", afirmou.

Gabriel parceria saber que a responsabilidade de marcar seria mais do que compartilhada com os demais companheiros. Autor de 45 gols no ano, viu Bruno Henrique anotar 35 vezes e Arrascaeta balançar a rede outras 18.

Com status de goleador e campeão brasileiro e da Libertadores, o atacante retorna com a missão de ser protagonista de um time que tentará repetir feitos dos mais ambiciosos. De olho no bicampeonato da Libertadores, o Flamengo tentará igualar São Paulo e Santos, únicos brasileiros que venceram o caneco do torneio continental de forma seguida.

"A meta é tentar ganhar tudo de novo. A gente sentiu esse gostinho de ser campeão. Foi um ano muito feliz. Mas a nossa vontade é ser campeão novamente. Trabalhamos todos os dias para isso. Acho que o Flamengo e toda a torcida merecem isso", projetou.

Pessoalmente, o rubro-negro também tem marcas no horizonte. Caso seja novamente artilheiro do Brasileirão, Gabriel terá conseguido a marca pela terceira vez consecutiva, algo inédito até aqui.

Com 30 gols a menos que o ex-jogador Renato Abreu, Gabigol também tem a chance de ultrapassar o ex-jogador no ranking de artilheiros do século do clube. Se manter o desempenho que apresentou no ano passado, a marca será facilmente quebrada.

Dono de 25 bolas na rede no Brasileirão de 2019, o jovem já detém a melhor marca rubro-negra em uma edição, batendo até o ídolo Zico. Com um time recheado de astros, ele pode bater o próprio recorde na luta pelo bi do torneio, façanha que o clube só experimentou em 1982 e 1983.

"Minha vontade era ficar no Flamengo. Obviamente as coisas não ocorreram tão rápido assim, mas eu tinha um clube, que era a Inter, e sempre respeitei isso. Internamente, todo mundo sabia que minha vontade desde o começo era ficar. Estou muito feliz", afirmou.

Com mais cinco anos de contrato com o Rubro-negro, Gabigol inicia uma nova história que pode levá-lo a "outro patamar". Com um capítulo de destaque já escrito nos 124 anos do clube, cabe a ele aumentar o número de páginas gloriosas.

Autor de 45 gols no ano, viu Bruno Henrique anotar 35 vezes e Arrascaeta balançar a rede outras 18.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget