Jorge Jesus ensaia mudanças táticas no Flamengo

COLUNA DO FLA: Por: Higor Neves

Desde a chegada do técnico Jorge Jesus, o Flamengo se tornou uma referência de futebol bem jogado e resultados. Inovador, o treinador tem tentado se reinventar e apresentar cada vez mais variações de jogo sob o comando o Fla. Isso foi provado mais uma vez no último domingo (16), quando o clube carioca enfrentou o Athletico Paranaense na Supercopa do Brasil e, sem sustos, venceu por 3 a 0. Com um gol e uma assistência, o atacante Gabigol foi um dos principais nomes do jogo, no qual ele atuou em posicionamento diferente do habitual.

Acostumado a ser o homem de referência do ataque rubro-negro, com Bruno Henrique se apresentando como um segundo atacante, Gabriel atuou aberto pela extrema direita. Foi de lá, inclusive, que saiu a jogada do primeiro gol do Flamengo, quando o camisa 9 recebeu de Arrascaeta e cruzou na medida para Bruno Henrique.

Jorge Jesus fazendo sinal - Foto: Alexandre Vidal
Com o novo posicionamento, De Arrascaeta e Everton Ribeiro apareceram mais centralizados. O camisa 7, que costuma ser o dono da ponta direita, surgiu como um articulador. Enquanto isso, o uruguaio atuou, principalmente no primeiro tempo, como um segundo atacante.

A título de comparação, se analisado o posicionamento de Gabriel no Flamengo x Avaí, pela 37ª rodada do Brasileirão de 2019, a mudança é evidente. Na ocasião, o artilheiro dividiu o ataque com o jovem Lincoln, enquanto Arrascaeta e Everton Ribeiro fizeram as posições mais abertas.

No Flamengo 3×0 Athletico, pela Supercopa do Brasil, Gabigol atuou como ponta direita - Foto: Sofascore

No 6×1 ante o Avaí, Gabigol não ficou preso à área, porém, atuou mais centralizado - Foto: Sofacore

DISCURSO DO MISTER

Apesar de já ter provado toda a sua qualidade e repertório sendo campeão da Libertadores e do Campeonato Brasileiro em 2019, Jorge Jesus reconhece a necessidade de oferecer mais. Em coletiva na última semana, ele destacou que estava utilizando os primeiros jogos da temporada para testar as movimentações e posicionamentos com os atletas. Na coletiva prévia da Supercopa, concedida no sábado (15), ele declarou:

– Todos nós queremos melhorar, portanto, vamos em busca de alternativas e variantes dentro das nossas ideias, de forma que sejamos uma equipe cada vez mais criativa, técnica e tática. Portanto, todos esses três jogos que nós realizamos, tentamos trazer ideias que ano passado não tínhamos, de forma que pudéssemos ser mais criativos. Essa é a nossa intenção, por percebermos que as equipes, quando mais coletivas do ponto de vista tático, são mais sólidas do ponto de vista técnico. É importante lançarmos novos desafios aos jogadores. É mais fácil fazer isso hoje, do que quando eu cheguei. Eles já me conhecem melhor. Temos que tentar sempre valorizar e melhorar o que fizemos ano passado.

NOVA ESCALAÇÃO NA PRÓXIMA PARTIDA

Após bater o Athletico Paranaense, o Flamengo já iniciou a preparação para o próximo desafio, que será pela Recopa Sul-Americana. Nesta quarta (19), o Rubro-Negro encara o Independiente del Valle, no jogo de ida, disputado no Equador. Para a partida, Jorge Jesus não poderá utilizar Gabigol. Isso porque, na final da Libertadores, o camisa 9 foi expulso. Sendo assim, cumpre suspensão automática. Ele estará liberado na volta, marcada para o dia 26, no Maracanã.

Com o novo posicionamento de Gabigol, De Arrascaeta e Everton Ribeiro apareceram mais centralizados.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget