Príncipe quer Jorge Jesus para comandar revolução no Newcastle

JOVEM PAN: O treinador do Flamengo, Jorge Jesus, permanece em Portugal, onde está desde que o futebol brasileiro entrou em recesso, mas as especulações sobre seu futuro continuam a todo vapor, já que seu contrato está chegando ao fim e a renovação não se concretiza.

Segundo informações do portal Goal.com, Jesus está preocupado com a crise financeira que o país enfrentará após a pandemia do novo coronavírus, e considera duas possibilidades para o seu futuro – renovar com o Flamengo por um período mais curto, ou ficar livre para negociar com outro clube. E a concorrência dos brasileiros não será pequena.

Foto: Alexandre Vidal
Do outro lado, há o Newcastle, que está prestes a ser vendido por 300 milhões de libras para o Fundo de Investimento Público (PIF), liderado pelo príncipe herdeiro árabe Mohammed bin Salman. O projeto é ambicioso: colocar o time no mesmo patamar de Manchester United, Manchester City e Chelsea.

Um personagem em comum une as duas pontas da história. O empresário israelense Pini Zahavi, que agencia a carreira de Jesus ao lado do português Bruno Macedo desde 2019, é quem está por trás da negociação entre o fundo milionário e os ingleses. No início de 2019, Zahavi chegou a encaminhar uma proposta do Newcastle para Jesus. A negociação não o agradou, e ele preferiu fechar com rubro-negro. Além do português, Maurício Pocherrino também é cotado para dirigir a equipe europeia na próxima temporada.

A questão financeira também preocupa a diretoria rubro-negra. Jorge Jesus havia pedido ao Fla um reajuste de 50% para continuar na Gávea. Os valores contratuais são negociados em euros – moeda que já bate a casa dos R$ 6 no Brasil.

O projeto é ambicioso: Buscar o atual técnico do Flamengo para comandar o time e colocá-lo mesmo patamar de Manchester United, City e Chelsea.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget