Após Pablo Marí, Arsenal também quer a contratação de Gerson

O pai do meio-campista Gerson, do Flamengo, afirmou que o Arsenal está entre os principais clubes interessados no filho.

À procura de jogadores para fortalecer seu meio-campo, a diretoria dos Gunners faz do mercado brasileiro uma área prioritária após a bem-sucedida contratação de Gabriel Martinelli e o encorajador início da vida na Inglaterra de Pablo Mari, ex-companheiro de equipe no rubro-negro.

Gerson, de 22 anos, tem tido grande sucesso desde que voltou ao Brasil após um período decepcionante na Itália com a camisa da Roma e Fiorentina, conquistando o título da liga e a Copa Libertadores em sua primeira temporada pelo Flamengo.

Foto: Alexandre Vidal
"Eles (Roma) queriam que eu assinasse com um promotor", referindo-se a funcionários da Roma.  “Eles nos 'fritaram' lá. Tanto que nem conseguimos alugar uma casa. Tivemos que ficar em um hotel por 3 meses. Em todas as casas que tentamos alugar, tive que conversar com esse empresário, cujo nome eu nem quero dizer. Só resolvemos quando Gerson falou com Totti. E nos mudamos para o apartamento de Totti", disse.

“Não deu certo. Gerson marcou ... Lembro que Gerson marcou dois gols contra a Fiorentina e nunca mais jogou novamente depois. Houve um tempo em que ele foi expulso, sem nunca ter treinado, para marcar Higuain. Mas enfim ... Graças a Deus conseguimos sair", concluiu.

Por isso, os olhos da Europa voltam ao atleta, com o pai de Gerson alegando que Borussia Dortmund, Tottenham e Nice também estavam interessados ​​em contratar o jogador.

"“Tivemos uma negociação com Nice no ano passado, mas Gerson havia acabado de chegar ao Flamengo. A ideia é construir uma história no clube. Sempre fomos flamenguistas. Gerson é extremamente feliz. Ninguém sabia sobre o Arsenal, mas agora que estou contando a todos, todos saberão", afirmou Marcos Santos, em entrevista ao Yahoo. Ele acrescentou ainda que o Barcelona tentou contratar o jogador de 22 anos quando Raul Sanllehi, chefe de futebol do Gunners, estava no clube.

“Tínhamos tudo combinado, assinado... mas o Barcelona queria pagar apenas 8 milhões de euros ao Fluminense, que realmente precisava de dinheiro. Por isso, optamos por fechar com a Roma, que ofereceu 16 milhões de euros”.

Foto: Reprodução
Marcos Santos, porém, acrescentou que seu filho não tem muita pressa em deixar o Flamengo, cuja força financeira não faz o clube priorizar a venda de jogadores, muito menos seus titulares. Por fim, ainda revelou que o Flamengo não era o único time brasileiro interessado em seu filho:

“Palmeiras, Corinthians, Grêmio e Atlético-MG também tentaram. Eles queriam emprestar Gerson e Roma aceitaram apenas vender e pediram 15 milhões de euros. Mineiro chegou a Itália, mas eles nem queriam conhecê-lo".

Marcos Santos, pai do jogador, acrescentou que seu filho não tem muita pressa em deixar o Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget