Em carta, Landim lamenta intolerância política no Flamengo

*Por Luiz Rodolfo Landim Machado, presidente do Clube de Regatas do Flamengo

O que está escrito na Carta é o retrato de como eu vejo o Flamengo

Somos torcedores de todas as raças e credos, irmanados por uma única paixão.

Infelizmente, nosso país anda doente. Não falo da Covid-19, mas dessa intolerância política de parte a parte que separa até mesmo famílias e que, infelizmente, alguns pretendem implantar também no nosso Clube. O sentimento que nos une é amor e não ódio.

Entendo que meu papel como presidente do Clube é o de defender seus interesses e para isso é necessário me relacionar com autoridades.

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, com Bolsonaro - Foto: Divulgação
Para mim, não importa a orientação política delas. Busco a todas no sentido de conseguir os apoios que precisamos para melhorar continuamente o nosso Flamengo.

Ao longo da minha gestão, tive inúmeros contatos com o prefeito, o governador e o presidente da república.

No Legislativo, estivemos com os presidentes da Câmara dos Vereadores, Assembleia Legislativa, Câmara dos Deputados e Senado, sempre discutindo projetos de interesse de nosso Clube.

Só como exemplo de total isenção, na inauguração de uma das novas piscinas do Flamengo conseguimos colocar lado a lado, hasteando bandeiras, o vice-governador Claudio Castro e o líder da oposição no Congresso Nacional, Alessandro Molon. Por sinal, são dois grandes rubro-negros, como também são o presidente da Assembleia legislativa do Ri André Ceciliano (PT) e o vice-presidente da república Hamilton Mourão, dois outros importantes representantes do povo que estão sempre abertos a nos ouvir e ajudar.

O Flamengo é mais que um Clube, ele é uma Nação e como tal deve ser plural.

E impensável para mim, na posição de líder de uma instituição democrática como o nosso Clube, deixar de discutir problemas e interesses dela com o presidente eleito democraticamente do país.

Obviamente o cidadão Rodolfo landim tem suas convicções políticas pessoais, mas posso te garantir que as guardo para mim e em nada deixo-as interferir na atuação do presidente do Flamengo. Este, por dever de ofício, deve se relacionar igualmente com todas as autoridades respeitando a vontade do povo que as elegeu. É assim que funcionam as democracias.

E pode estar certo de que continuarei agindo dessa forma durante o meu mandato, sempre com o único propósito de defender o interesse do nosso Flamengo.

Abraços e saudações rubro-negras

Veja, abaixo, a carta de apoio recebida por Landim:

“Por meio deste instrumento viemos declarar APOIO ao Clube de Regatas do Flamengo, e apresentar nosso apoio a Diretoria e ao Conselho Diretor do Clube contra as absurdas pichações que ocorreram nesta madrugada.

Acreditamos com veemência que o Clube de Regatas do Flamengo é apolítico, e não distingue viés político ideológico e reputamos competências incumbidas ao Presidente do Clube e ao conselho diretor é de se relacionar da melhor forma possível com todas as esferas Públicas sejam elas Federais, Estaduais ou Municipais, ademais acreditamos que o Sr. Presidente a partir do momento que toma posse de seu cargo no clube o mesmo é eleito para defender os interesses do Flamengo.

Nós torcedores apaixonados, sócios-torcedores e sócios do Clube acreditamos que a instituição Flamengo segue vislumbrando o caminho mais profícuo, buscando defender seus interesses e cumprindo com as suas responsabilidades.

Portanto, é com muito pesar que denotamos perfis de imprensa e jornalistas e extremistas políticos fazendo-se do nome e das cores do Clube para se promover e para fazer a chamada militância política. Algo que jamais havia acontecido em nossa gloriosa história.

A opinião do pichador NÃO representa a opinião da imensa nação rubro negra.

Acreditamos que o Clube de Regatas do Flamengo engloba torcedores de todos os espectros políticos, todas as raças, todas as religiões, de qualquer lugar do território nacional ou do exterior, o Flamengo é de TODOS. Rubro-negros conviveram e convivem na mais perfeita harmonia, amizade e companheirismo, independente de cor, de viés político. Consideramos que trazer essa guerra política para dentro dos muros do Clube trará enormes sequelas a curto e consequentemente a longo prazo, e mais uma vez denotamos nosso repudio devido usarem o Flamengo com intuito de defender convicções políticas e confiamos de forma veemente na Diretoria do Clube de Regatas do Flamengo para que sigam assim como fizeram no ano de 2019 e tens feito neste ano um trabalho valoroso para que Flamengo seja colocado no topo do futebol sul-americano e entre os clubes mais importantes do mundo”

Cordiais Saudações Rubro Negras.

Autoria do Conselheiro e Sócio Mauricio Alberto de Assis

Entendo que meu papel como presidente do Clube é o de defender seus interesses e para isso é necessário me relacionar com autoridades.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget