Gilmar Ferreira diz que Flamengo e Vasco escancaram o cinismo

GILMAR FERREIRA: A união entre os presidentes Alexandre Campello, do Vasco, e Rodolfo Landim, do Flamengo, fez outra vítima: e desta vez foi a vergonha.

A visita da dupla ao presidente da República, em Brasília, ignorando regras de distanciamento e o uso da máscara de proteção, escancarou o cinismo.

Porque ficou clara a obsessão pela quebra do isolamento social, em nome dos interesses comerciais dos clubes que representam.

Uma artimanha coadjuvada, apostem, por Rubens Lopes, presidente da Federação do Rio, velho conhecido de todos.

Márcio Tannure, Rodolfo Landim e Bolsonaro com a camisa do Flamengo - Foto: Divulgação
Os três, Rubens, Landim e Campello, são os mentores do plano de retomar a qualquer custo o futebol no estado através de alianças políticas.

Tentaram, primeiramente, um acordo político com o governador Wilson Witzel – e agora buscam relaxamento com prefeitura e Governo federal.

Sempre, é claro, propagando as maravilhas de um protocolo sanitário que, em tese, protege os atletas e salva a economia do entretenimento futebol.

A comitiva rubro-negra tinha ainda o médico Márcio Tannure e o diretor de marketing Aleksander Santos – todos ignorando as regras da OMS.

O pano de fundo do encontro político foi o convite para os times fazerem um período de treinos da intertemporada na capital do Distrato Federal.

O pano de fundo do encontro político foi o convite para os times fazerem um período de treinos da intertemporada na capital do Distrato Federal.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget