Muros da Gávea são pichados: "Landim e Bap fascistas"

METRÓPOLES: s protestos contra a diretoria do Flamengo após visita ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que começaram nas redes sociais, chegaram à sede do clube. Nesta quinta-feira (21/05), os muros da Gávea amanheceram pichados com mensagens contra o presidente Rodolfo Landim.

“Somos democracia, “Landim e Bap fascistas” e “Clube do povo” eram algumas das frases estampadas na parede rubro-negra.


O nome do massagista do Flamengo, Jorginho, que morreu por causa do novo coronavírus, também foi lembrado no protesto.

A manifestação ocorre um dia depois de a cúpula do Flamengo se reunir com autoridades em Brasília em busca de uma solução para retornar aos treinamentos.

Conforme mostrou a TV Globo com imagens de helicóptero, o time chegou a trabalhar no Ninho do Urubu nessa quarta (20/05), sem autorização do governo do Rio.

O movimento em Brasília tem como objetivo encontrar um caminho alternativo para retomar as atividades. Caso não chegue a um consenso com as autoridades cariocas, o Flamengo teria um plano B no DF.

“Somos democracia, “Landim e Bap fascistas” e “Clube do povo” eram algumas das frases estampadas na parede da sede do Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget