PVC critica Crivella por não proibir treinos do Flamengo

BLOG DO PVC: Símbolo do Rio de Janeiro, o Flamengo poderia se comportar como o retrato da luta de um estado onde morrem 178 pessoas por milhão de habitantes. Em São Paulo, o número de mortos é maior por covid-19, mas são 112 por milhão de habitantes. São 90 no Brasil, 99 na Alemanha, 124 em Portugal. Apesar do índice mais alto na Europa, a curva lá desce. Aqui, sobe.

O Flamengo já deveria ter resolvido a situação das famílias dos meninos mortos no Ninho do Urubu, teve falta de sensibilidade na mudança do sistema de premiação por seus títulos conquistados, volta aos treinamentos sem autorização oficial, visita o presidente da República para mostrar o interesse em retomar o futebol "o mais rapidamente possível." Todo mundo conhece os erros recentes e graves do Flamengo.

Foto: Divulgação
Mas o caso da volta aos treinos tem um outro culpado: o prefeito Marcelo Crivella. O departamento jurídico do Flamengo leu e releu os decretos do governo do Estado da prefeitura do Rio de Janeiro. Concluiu que não há nenhuma linha que proíba ocupar os centros de treinamento com o devido distanciamento social. O cálculo rubro-negro é de que existem 1200 metros quadrados para cada jogador, nos treinamentos individualizados.

Flagrado treinando com bola no Ninho do Urubu, o Flamengo justificou dizendo que faz testes físicos e a prefeitura reagiu afirmando que "não recomenda o retorno aos treinos."

Não recomenda ou proíbe?

A frase do prefeito Marcelo Crivella escancara que a leitura dos advogados do Flamengo e o respaldo para o retorno parecem juridicamente corretos. A 2,9 quilômetros da casa do prefeito Marcelo Crivella, uma academia de Muay Thai promove treinos abertos. O som dos golpes pode ser ouvido por quem passa de carro pela avenida Prefeito Dulcídio Cardoso.

Hoje, a cidade de Niterói, separada do Rio de Janeiro por uma ponte com 13,2 quilômetros de extensão, começa a flexibilizar o isolamento social. Lá, a situação foi grave e a prefeitura fechou praias e calçadões. Fechou mesmo! O prefeito Marcelo Crivella mora na Barra da Tijuca e não consegue parar a circulação de pessoas na praia do bairro onde mora.

É por isso e porque o prefeito "recomenda", mas não proíbe, que o Flamengo voltou aos treinos no Ninho do Urubu.

Todo mundo conhece os erros recentes e graves do Flamengo.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget