"Se o Flamengo se arrumou, acabou o futebol brasileiro", diz Kalil

UOL ESPORTE VÊ TV: Prefeito de Belo Horizonte (MG) e ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil acredita que se o Flamengo se arrumar economicamente, o futebol brasileiro como conhecemos terá chegado ao fim. Para Kalil, é necessário mais uma temporada para concluir o diagnóstico, definindo se o que ocorreu na última temporada foi um acaso ou um sinal de que o time rubro-negro iniciou um ciclo virtuoso, que ele chamou de 'bola de neve'.

O ex-mandatário alvinegro deu o exemplo do Cruzeiro, que em 2003 venceu todas as competições que disputou, mas viu o ciclo ser encerrado já na temporada seguinte. Hoje, o time celeste disputa a Série B.



"Temos que esperar mais uma temporada. Em 2003, o Cruzeiro, que hoje está na Série B, fez o que o Flamengo fez ano passado. Então temos que ver se isso é cíclico ou se o Flamengo realmente se arrumou. E se o Flamengo se arrumou, acabou o futebol brasileiro, porque é uma bola de neve, é uma máquina de fazer dinheiro", opinou, em participação no SportCenter, no ESPN Brasil, hoje (30).



Dudamel e Sampaoli

Alexandre Kalil ainda opinou sobre as últimas contratações de treinadores no Atlético-MG. Na opinião do prefeito de Belo Horizonte, dificilmente técnicos sul-americanos têm sucesso no futebol brasileiro.

"Eu não consigo pensar em um treinador sul-americano bem-sucedido no futebol brasileiro. Eu sofro com o Atlético. Quando o Atlético contratou o Diego Aguirre, eu já tinha isso em mente. Não quer dizer que a chance de sucesso é zero", declarou.

E se o Flamengo se arrumou, acabou o futebol brasileiro, porque é uma bola de neve, é uma máquina de fazer dinheiro.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget