Veja o valor de patrimônio líquido atualizado dos clubes brasileiros

ESPN: O dia 30 de abril era a data-limite para os clubes brasileiros publicarem seus balanços referentes ao exercício 2019 - ou seja, um demonstrativo de como suas finanças fecharam o ano que passou.

Nem todos os clubes cumpriram a determinação legal. Atlético-MG, Avaí, Corinthians, CSA, Chapecoense e Cruzeiro, que jogaram a Série A do ano passado, burlaram a regra e podem sofrer sanções.

Dos que subiram, Coritiba e Red Bull Bragantino também não publicaram seus balanços.

Mais grave, porém, do que as não-publicações, foi o cenário encontrado pelo ESPN.com.br após analisar os balanços que foram divulgados.

Foto: Gilvan de Souza
Dos 16 clubes que estarão na Série A do Campeonato Brasileiro de 2020 - quando e se o campeonato for realizado -, e que divulgaram o documento, nada menos que dez apresentam patrimônio líquido negativo (veja tabela abaixo), em um uma cifra que chega, no total, a R$ 2,1 bilhões no vermelho.

Entre os que ainda não publicaram balanço, o Corinthians afirmou ter patrimônio liquido positivo.

Mas o que tudo isso quer dizer?

Valor ZERO

"Para falar de patrimônio líquido negativo, a gente precisa entender o que é patrimônio líquido: trata-se da parcela de dinheiro próprio que o acionista - no caso o clube - tem no negócio", explicou ao ESPN.com.br Cesar Grafietti, consultor do Itaú BBA.

"Vamos pensar que uma empresa que tenha 10 de ativos, 7 de dívidas e 3 de patrimônio liquido, significa que dentro dos 10 de ativos que ele tem, todas as máquinas, estoques, valores a receber, 3 são de fato da empresa, seus proprietários ou acionistas", diz ele.

"Então, um patrimônio líquido negativo significa que você tem mais dividas, você já não tem mais dinheiro no negócio, o valor para o acionista é zero", complementa.

Em outras palavras, isso significa dizer que dez clubes brasileiros da Série A - número que pode crescer quando todos os balanços forem divulgados - valem menos que suas dívidas atuais.

"Significa que ao longo do tempo, a quantidade de prejuízo acumulado fez com que o valor de mercado do clube fosse diminuindo ano a ano, e hoje ele é negativo. Ou seja, o clube hoje tem mais dívidas que dinheiro próprio no negócio", complementa.

Os casos mais graves são os de dois clubes de grande expressão do Rio: Botafogo, com patrimônio líquido negativo da ordem de R$ 792,2 milhões, e Vasco, com R$ - 459 milhões.

Na outra ponta, com melhores valores no quesito, estão o Athletico-PR, com R$ 487,7 milhões, e Internacional, com R$ 292,5 milhões. Os dois clubes incluem em seus ativos valores referentes a seus estádios, Arena da Baixada e Beira-Rio, respectivamente - o que não acontece com o Grêmio, por exemplo, que tem sua arena ainda ligada à construtora OAS


Dá para reverter?

É possível reverter valores de patrimônio líquido negativo. Para tanto, basta que um clube consiga sanar suas dívidas e aumentar suas receitas.

Foi o que o Flamengo fez e sacramentou na gestão iniciada pelo presidente Bandeira de Mello.

Por uma série de quitações, adesão a planos de parcelamento de dívidas - como o Profut - e outros mecanismos de austeridade, o clube carioca foi de um patrimônio líquido negativo de R$ 443 milhões, em 2013, para os R$ 128 milhões de 2019.

Se o cenário em 2019 já era temerário para alguns clubes, a crise causada pela pandemia tende a piorar a situação. E é possível que alguns dirigentes usem a questão coronavírus para justificar seus resultados ruins.

"A crise da pandemia não gerou os problemas financeiros dos clube, isso já fez tempo. Mas se você entra em uma crise já debilitado, claro, a situação tende a ser pior", explica Cesar Grafieti.

"A primeira mudança é organizar e equilibrar, gastar aquilo que arrecadam. É batido e básico, mas é só isso o que resolve. Os clubes precisam estar organizados", explica.

"A crise não vai permitir mais esse conceito de 'tentar se reinventar". Isso era algo de antes, falar em buscar alternativas. Não tem mais alternativa", diz.

Os casos mais graves são do Botafogo, com patrimônio líquido negativo da ordem de R$ 792,2 milhões, e do Vasco, com R$ - 459 milhões.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget