Balotelli é a prova de que não se deve contratar por grife

BLOG DO PVC: O Flamengo namorou com Balotelli por aproximadamente três semanas e encerrou o caso de amor com uma carta assinada pelos dois lados, em que se afirmava que houve dois dias de cordiais reuniões em Mônaco e a opção por encerrar a negociação. Balotelli decidiu jogar pelo Brescia, por se tratar do clube da cidade onde cresceu. Naquele dia 15 de agosto, o Flamengo ainda não tinha enfrentado o Internacional, pelas quartas-de-final da Libertadores. Tinha eliminado o Emelec, nos pênaltis, e falava no avançado que Jorge Jesus pretendia.

A discussão passava por como seria escalar Bruno Henrique, Gabriel e Balotelli, questão que provavelmente Jorge Jesus resolveria, do ponto de vista tático. A questão profissional é mais difícil de tratar.

Foto: Divulgação
Há quanto tempo Balotelli não joga bem? Com regularidade, não joga bem desde a Eurocopa de 2012, vice-campeão pela Itália, contra a Espanha. Naquele ano, brilhou pelo Manchester City, dirigido por Roberto Mancini, que amava seu futebol. Juntos, ganharam o Campeonato Inglês mais dramático da história, com gols de Dzeko e Aguero nos últimos dois minutos do confronto contra o Queens Park Rangers.

Balotelli era reserva daquele time, entrou aos 31 do segundo tempo no lugar de Tévez. Quer dizer que, quando era bom, Balotelli não era titular. Em 2010, foi campeão da Champions League pela Intenazionale. Ficou no banco na decisão e não entrou. Balotelli é o atacante que cantou o hino do Milan no ônibus da Inter.

Foi do elenco milanista entre 2012 e 2014, mas o Milan foi eliminado nas oitavas-de-final da Champions League, pelo Atlético de Madrid. Seu técnico era Seedorf, seu parceiro de ataque, Kaká.

Balotelli foi brilhante na seleção da Itália, na Euro 2012. É uma grife. Daí a dar resultado, vai uma distância.

Mas cada vez que se fala de um grande nome, pronto. No Brasil, começa o discurso de que ele é bom para o nível brasileiro. Mas quem é não é bom para o Brescia, não pode ser bom para o Flamengo. Simples assim.

O Brescia contratou uma grife e não teve um craque.

Não existe marketing pelo nome. O único marketing positivo no futebol é ser campeão.

Quem é não é bom para o Brescia, não pode ser bom para o Flamengo. Simples assim.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget