BRB investirá no Flamengo quase toda sua cota de publicidade

ESPN: Thiago Cara

O Banco Regional de Brasília (BRB) chega para ser o principal patrocinador do Flamengo depois de um ano em que registrou o maior lucro de sua história: R$ 418,8 milhões líquidos. Em 2019, porém, o equivalente a apenas 9% disso foi gasto em publicidade, valor próximo ao total que o clube rubro-negro terá garantido por temporada com a nova parceria.

O contrato entre Flamengo e BRB, com validade de três anos e ainda pendente de aprovação nos órgãos internos do clube, tem uma quantia garantida e outra variável, de acordo com o lucro de ações que serão desenvolvidas em conjunto entre as partes.

Foto: Divulgação
Como valor mínimo, o Flamengo deverá receber entre R$ 32 milhões e R$ 35 milhões, mais do que o dobro dos R$ 15 milhões previstos para 2020 com o banco BS2, patrocinador máster rubro-negro desde abril de 2018 e com vínculo que será encerrado em 30 de junho.

Para o BRB, a cifra representa quase o total que foi gasto com despesas de propaganda e publicidade, segundo suas demonstrações financeiras, no último ano: R$ 36,13 milhões. O valor já apresentava um crescimento de 45% em relação aos R$ 24,96 milhões de 2018.

O Flamengo aliás, já aparecia entre os gastos do BRB com patrocínios, mas com seu time de basquete. O acordo é bem mais modesto do que com o futebol, porém: R$ 2,5 milhões.

O aumento nos investimentos em marketing faz parte de um dos pontos definidos como estratégico para o banco e inclui a busca por parcerias em outros estados. Com a parceria com o Flamengo, o BRB busca incrementar, principalmente, sua atuação no ramo digital.

“A atuação junto a esse mercado inovador é de fundamental importância para que o banco possa continuar competindo no mercado que está em fase de mudança acelerada”, escreveu o banco, em relatório a seus investidores no fechamento do primeiro trimestre de 2020.

Em março, inclusive, o BRB já mostrava a tendência de gastar mais em marketing, “com ações publicitárias voltadas para o reposicionamento e disseminação da marca”, como descreveu. Foram R$ 13,9 milhões em 2020 contra R$ 6,4 milhões no mesmo período em 2019.

Depois do maior lucro líquido de seus 50 anos de história em 2019, o novo patrocinador do Flamengo repetiu bom resultado no primeiro trimestre de 2020, ainda antes do agravamento dos efeitos da pandemia do novo coronavírus, com R$ 107,6 milhões no quesito, 64% acima do registrado no mesmo período do último ano (R$ 66 milhões).

Já o Flamengo, na última temporada, foi o segundo clube em receitas comerciais no Brasil, com R$ 105 milhões, superado pelo Palmeiras, que faturou R$ 135 milhões.

Para o BRB, a cifra representa quase o total que foi gasto com despesas de propaganda e publicidade, no último ano: R$ 36,13 milhões.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget