Com Bruno Henrique o bicho pega

BLOG DO MENON: Minha ideia inicial era escrever apenas sobre futebol, sobre a vitória do Flamengo sobre o Bangu. Mas não seria honesto. Então, antes de falar sobre o jogo, uma lembrança.

HOJE, CHEGAREMOS A UM MILHÃO DE COMPATRIOTAS INFECTADOS.

AMANHÃ, CHEGAREMOS A 50 MIL MORTOS. MAIS QUE O ITAQUERÃO.

Bem, vamos falar de bola.

Não vi o jogo. Poucas testemunhas viram. Mas os gols estão aí.

E, pelos gols, vemos que a força de Bruno Henrique está intacta. E a técnica também.

Não interessa que o rival era um Bangu sem ritmo. Um Bangu fraco. Fraquíssimo.

Bruno Henrique em Bangu x Flamengo - Foto: Alexandre Vidal
O importante é perceber que o que ele fez no primeiro e no segundo gols poderia e poderá fazer contra todos os times do Brasileiro.

No primeiro, ganhou no alto. E o zagueiro passou a bola para Arrascaeta marcar. Bons zagueiros não fariam o passe, mas ótimos zagueiros não ganhariam de cabeça. Bruno Henrique salta muito e tem boa leitura do tempo da jogada.

No segundo gol, ele entra na área em velocidade e cabeceou sem talvez. Força, velocidade e técnica? Ah, foi contra o Bangu? Foi. Mas te garanto que se fosse o melhor zagueiro do mundo, estaria preocupado.

O passe para o segundo gol foi de Gabigol. Uma jogada que já vem do ano passado e vai se manter letal em 2020.

O passe para o segundo gol do Flamengo foi de Gabigol. Uma jogada que já vem do ano passado e vai se manter letal em 2020.

Postar um comentário

[facebook]

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *

Tecnologia do Blogger.
Javascript DisablePlease Enable Javascript To See All Widget